Enzima que catalisa em animais, a degradação do GLICOGÊNIO por liberação de glucose-1-fosfato da ligação alfa-1,4-glicosídica terminal. Esta enzima apresenta-se sob duas formas: uma forma ativa fosforilada (fosforilase a) e uma forma inativa não fosforilada (fosforilase b). Ambas as formas de fosforilase se apresentam como homodímeros. As maiores isoenzimas de glicogênio fosforilase são encontradas em mamíferos, nos tecidos muscular, hepático e encefálico.


Imagens

da <b>glicogênio fosforilase</b>:

da glicogênio fosforilase:
www.lookfordiagnosis.com

Degradação do <b>Glicogênio</b>

Degradação do Glicogênio
slideplayer.com.br

<b>GLICOGÊNIO FOSFORILASE</b>

GLICOGÊNIO FOSFORILASE
www.ebah.com.br

P. ex., a <b>fosforilase</b> hepática

P. ex., a fosforilase hepática
anatpat.unicamp.br

P. ex., a <b>fosforilase</b> hepática

P. ex., a fosforilase hepática
anatpat.unicamp.br

Quebra do <b>glicogênio</b> nas

Quebra do glicogênio nas
bioquimicaufal.blogspot.com

depósito de <b>glicogênio</b> com

depósito de glicogênio com
www.ebah.com.br

e a <b>glicogênio fosforilase</b>

e a glicogênio fosforilase
slideplayer.com.br

Sintomas e diagnósticos

Sintomas:

    



Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.

Última atualização: Setembro 2014