Amolecimento ou perda de tecido cerebral seguido a infarto cerebral, isquemia cerebral (v.isquemia CEREBRAL), infecções, TRAUMA CRANIOCEREBRAL ou outras lesões. O termo geralmente é utilizado durante a inspeção patológica grosseira, para descrever as margens corticais desfocadas e a consistência diminuída do tecido cerebral, seguidas a infarto. A encefalomalacia multicística refere-se à formação de múltiplas cavidades císticas de tamanhos variados no córtex cerebral de neonatos e crianças, após uma lesão, principalmente eventos hipóxico-isquêmicos perinatais. (Tradução livre do original: Davis et al., Textbook of Neuropathology, 2nd ed, p665; J Neuropathol Exp Neurol, 1995 Mar;54(2):268-75)


Imagens

(<b>Encefalomalácia</b>

(Encefalomalácia
lookfordiagnosis.com

<b>encefalomalácia</b> residual,

encefalomalácia residual,
www.scielo.br

áreas de <b>encefalomalácia</b>

áreas de encefalomalácia
www.scielo.br

<b>Encefalomalácia</b>

Encefalomalácia
lookfordiagnosis.com

Radpat-UNICAMP

Radpat-UNICAMP
anatpat.unicamp.br

RM Axial T1 <b>encefalomalácia</b>

RM Axial T1 encefalomalácia
www.lasse.med.br

(<b>Encefalomalácia</b>

(Encefalomalácia
lookfordiagnosis.com

Radpat-UNICAMP

Radpat-UNICAMP
anatpat.unicamp.br

Diagnóstico e tratamentos

Sintomas:

    

Mais informação

  • DeCS - Descritores em Ciências da Saúde.
  • Casos registrados (traduzidos do inglês por Altavista Babel Fish).
  • MEDLINE - Publicaçãos da Biblioteca Nacional da Medicina (multilingüe).
  • MedlinePlus - Informação da saúde da Biblioteca Nacional da Medicina (espanhol).

Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.

Última atualização: Setembro 2014
Estatísticas