FAQ - carcinoma lobular
(Powered by Yahoo! Answers)

Tenho carcinoma lobular infiltrante, gostaria de saber se tem cura,qual tratamento?


Este câncer começa nas glândulas mamárias ou lóbulos. Pode propagar-se a outras partes do corpo. Aproximadamente 10% de todos os casos de Câncer de Mama invasivo são deste tipo.
A probabilidade de uma mulher desenvolver esse tipo de câncer invasivo durante sua vida é de 1 em 8. A probabilidade de morrer em conseqüência disso é de aproximadamente 1 em 33. As taxas de mortalidade em virtude do Câncer de Mama têm diminuído. Provavelmente, essa diminuição deve-se ao diagnóstico precoce e às melhorias nos tratamentos.

O carcinoma lobular invasor possui células tumorais pequenas, relativamente uniformes, dispostas em fila indiana ou de uma maneira concêntrica em torno dos lóbulos envolvidos por CLIS. Falta coesão entre as células, não existindo formação glandular. O estroma geralmente é abundante, podendo exibir infiltrado inflamatório. Seu diagnóstico pode ser mais difícil pela mamografia do que o CDI (Carcinoma ductal invasor).

Tratamento
A cirurgia para o tratamento do câncer pode ser conservadora ou radical. Será conservadora quando retira apenas uma parte da mama (quadrantectomia), e será radical quando retira toda a mama. O tipo de cirurgia varia de caso para caso. No caso da retirada parcial, a cirurgia deverá ser complementada pela radioterapia.

A radioterapia é um tratamento à base de aplicação de radiação direcionada ao tumor ou ao local deste e tem por objetivo, se antes da operação, reduzir o tamanho do tumor, e se após, evitar a volta da doença. A radiação bloqueia o crescimento das células, e deve ser utilizada apenas na área afetada, evitando atingir o tecido normal. As aplicações duram cerca de 15 minutos e devem ser feitas diariamente, variando de 25 a 30 aplicações. O tratamento não apresenta complicações. O local das aplicações adquire uma coloração parecida com a de uma queimadura de sol.

Outro tratamento utilizado nos casos de câncer é a quimioterapia. A quimioterapia é o uso de medicamentos extremamente potentes no tratamento do câncer. Também é usado para completar a cirurgia, podendo começar antes ou após a operação. Ao contrário da cirurgia e da radioterapia que têm efeito local, a quimioterapia age em todo o corpo, visando evitar a volta do tumor e o aparecimento em outros órgãos. A quimioterapia age sobre as células tem um crescimento e multiplicação acelerados, como as do câncer. Acontece que existem outras células do corpo que possuem estas mesmas características, causando os famosos efeitos colaterais, tais como anemia e diminuição da resistência a infecções causadas pela ação nas células produtoras dos glóbulos sangüíneos vermelhos e brancos, queda de pêlos e cabelos devido à ação nas células do folículo piloso, náuseas, vômitos e diarréia, em decorrência da ação nas células do aparelho digestivo, além da dificuldade de engravidar e parada da menstruação, já que as células do sistema reprodutor também são afetadas. O tratamento normalmente é feito com soro pela via endovenosa. Na maioria das vezes, o tratamento dispensa a internação. Primeiramente, o paciente faz uma consulta médica de rotina e, se estiver tudo normal, recebe o soro durante algumas horas e está liberado para voltar para casa.

Em alguns casos, outro procedimento que pode ser útil é a hormonioterapia. Durante muitos anos acreditou-se que o surgimento do câncer de mama tivesse íntima relação com os hormônios femininos, em especial os estrogênios. Hoje sabe-se que nem sempre isso ocorre. Por isso é feito um exame para averiguar a utilidade ou não desse tratamento. O exame consiste na medição na dosagem dos receptores de estrogênios das células do tumor. De acordo com o resultado avalia-se a necessidade ou não da hormonioterapia, que consiste na ingestão de um a dois comprimidos por dia durante não menos que dois anos.

O seu médico dirá qual será o tratamento mais adequado para o seu tipo de câncer. Se foi descoberto logo no começo, as chances de cura são maiores.  (+ info)

O que significa carcinoma lobular invasivo grau II em uma pessoa de 80 anos?


minha avó detectou um câncer na mama com este diagnóstico e eu gostaria de saber exatamente o que significa, quais são os riscos
----------

Carcinoma Lobular Invasivo

O carcinoma lobular infiltrante (invasor) é relativamente incomum, e maligno. As células tumorais são pequenas, relativamente uniformes, dispostas em fila indiana ou de uma maneira concêntrica em torno dos lóbulos envolvidos por CLIS. Falta coesão entre as células, não existindo formação glandular. O estroma geralmente é abundante, podendo exibir infiltrado inflamatório. O diagnóstico diferencial deve ser feito principalmente com CDI, e muitas vezes a distinção entre os dois é muito difícil e subjetiva. Começa nas glândulas mamárias e pode propagar-se para todas as partes do corpo.

O tratamento geralmente é a quimio, a radio, etc... mas isso depende muito do estado da sua avó e do que o médico acha que deve ser feito...uma pessoa de 80 anos é dificil ir fazendo esses tratamentos tão severos assim...


bjoos e melhoras pra sua vó..  (+ info)

Meu nome é Ana Paula e estou fazendo um trabalho sobre Carcinoma Lobular Invasivo,alguém poderia me ajudar?Bj.?


este câncer começa nas glândulas mamárias ou lóbulos. Pode propagar-se a outras partes do corpo. Aproximadamente 10% de todos os casos de Câncer de Mama invasivo são deste tipo.

Espero que ajude.  (+ info)

O que é "Neoplasia t4 nono carcinoma lobular invasivo 1.6"?


sei que é um tipo de câncer mas, não sei qual ainda, já pesquisei e nada! algum médico por Favor!!!
----------

T4 é tipo um "estágio" em que o tumor se encontra. Procure seu médico para maiores esclarecimentos, a internet não é a melhor opção nestes casos, cada caso é um caso e cada paciente é único. Aqui no Yahoo vc poderá ter respostas assustadoras pois a maioria das pessoas respondem baseadas em experiências vividas e algumas vezes não são das melhores.  (+ info)

resultado de biópsia:Produto notulectomia mama esquerda,carcinoma infiltrante grau I?


conclusao:DE-S CARSS_BLOOM e richarbsou modificado poe el sto e llis,grau nuclear I,grau tubular II,grau mitílico I associado a carcinoma ductal in suto debaixa grau,sólido criformi,sem necrose e a carcinoma lobular,en situ,tumor mede 3 cm no maior diamentro, margem comprometida. obs sugere-se complementaçao por imunobistoquimica com E- caderina para avali~çao do do componente invazivo e se e de origem tubular ou ductal.
----------

pelo que eu vi ai, o nódulo (3cm) foi ressecado e é um tumor maligno, câncer de mama.
Coisas boas ... grau nuclear e mitótico I é baixo grau, sem necrose (bom)
Coisas ruins... a margem está comprometida... ou seja... o tumor não foi todo ressecado.
Nao se sabe ainda o tipo exato... isso implica em muita coisa, pois o tubular é mais agressivo que o ductal, que é mais comum. Irão fazer um exame (imuno-histoquimica) para avaliar isso.
Deve receber radio e quimioterapia, mais uma medicação oral por 5 anos, talvez, depende do tumor.

Boa sorte a todos.  (+ info)

Como se origina o carcinoma neuro endocrino de pâncreas infiltrado e pouco diferenciado?


Mutações celulares.

@  (+ info)

O que é micrometástases de carcinoma da mama?


O que é micrometástases de carcinoma da mama? Procurei sobre isso na Internet, mas não encontri nada que descreva em um linguajar que um leigo em medicina possa compreender.
----------

A detecção e caracterização eficiente de células micrometastáticas na medula óssea de pacientes com carcinoma de mama são de importância prognostica e terapêutica. A técnica utilizada deve superar os desafios que resultam do pequeno número de células alvo (uma por um milhão de células hematopoiéticas) e expressão heterogênea de marcadores celulares micrometastáticos. Pesquisadores franceses e noruegueses realizaram um estudo, recentemente publicado na revista Cancer, para avaliar e melhorar os atuais métodos de purificação e caracterização de células de carcinoma disseminadas raras.

Os autores desenvolveram um ensaio que não requer separação por gradiente de densidade. Esse ensaio pode ser realizado diretamente com o aspirado de medula óssea e é baseado no uso de grânulos imunomagnéticos cobertos com um anticorpo que reconhece um epítopo de superfície de célula epitelial, a molécula de adesão de célula epitelial (EpCAM). Para determinar a especificidade do ensaio, os autores avaliaram as amostras de medula óssea de 46 pacientes controles.

O novo método foi altamente reprodutível e foi capaz de detectar apenas 10 células de carcinoma entre 50 milhões de células hematopoiéticas. O rendimento foi perto de 100%, com somente 0,01% de célula não-específica drenada. Os autores encontraram que 68 ± 51 células foram aderidas por 50 milhões de células nos aspirados controles e que a separação por gradiente de densidade aumentou esse número em duas a 29 vezes. Essas células aderidas expressaram EpCAM, representada por 1,4.10-4% da amostra, e foram caracterizadas como de origem de célula hematopoiética (CD45+) ou origem de célula progenitora (CD34+).

  (+ info)

Qual o índice de reincidência de um *carcinoma basecelular* retirado ápos aproximadamente 2 anos?


Minha mãe tinha uma macha que parecia uma ferida incuravél no ombro com um tempo aumentou de tamanho, quando procurou um dermato fez biopsia e ficamos sabendo q era um *carcinoma basecelular*. A médica falou q corre o risco de reincidência. Estou preocupada a reincidência pode ser pior?E qual é o tratamento adequado?
----------

O risco de reincidência é muito baixo, embora exista. E se houver reincidência, raramente é pior que da primeira vez; além disso, sua mãe está fazendo acompanhamento médico, e qualquer hipótese de reincidência será verificada. Faça questão de comparecer ás consultas de retorno com a pontualidade que o médico solicitar que tudo dará certo.

Boa sorte para vcs!! []s  (+ info)

gostaria de saber que tipo de câncer é o carcinoma ductal infiltrante de mama?


Gostaria saber se é tratavel? o grau que apresentou no resultado do exame foi arranjo tubular 3, pleomorfismo nuclear 2.
----------

MInha mãe teve carcinoma ductal e era o tumor maligno, mas depende do grau de infiltração. ... Minha mãe fez tratamento e se curou. ...  (+ info)

Que tipo de cancer pode surgir após um carcinoma ductal infiltrate?


Minha mãe teve câncer a 8 anos e gostaria de saber qual tipo de câncer pode surgir?
----------

não precisa ter ligação qualquer lugar poderia aparecer. apesar de sua mae ja nao está mais em Recidiva, pois sao os primeiro 5 anos após a cura. minha madrinha mesmo o 1º era no utero e o outro foi na garganta  (+ info)

1  2  3  4  5  

Deixa uma mensagem sobre 'carcinoma lobular'



Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.

Última atualização: Setembro 2014