http://lookfordiagnosis.com
English
Spanish
Italian
Portuguese
French
Swedish

FAQ - Transtorno Afetivo Sasonal
(Powered by Yahoo! Answers)

Quero saber mais sobre Transtorno Afetivo Bipolar?


TRANSTORNO BIPOLAR DO HUMOR
(PSICOSE MANÍACO-DEPRESSIVA)

Sinônimos e nomes relacionados:

Psicose maníaco-depressiva, transtorno ou doença afetivo bipolar, incluindo tipos específicos de doenças ou transtornos do humor, como ciclotimia, hipomania e transtorno misto do humor.

O que é a doença bipolar do humor:

O Transtorno Bipolar do Humor, antigamente denominado de psicose maníaco-depressiva, é caracterizado por oscilações ou mudanças cíclicas de humor. Estas mudanças vão desde oscilações normais, como nos estados de alegria e tristeza, até mudanças patológicas acentuadas e diferentes do normal, como episódios de MANIA, HIPOMANIA, DEPRESSÃO e MISTOS. É uma doença de grande impacto na vida do paciente, de sua família e sociedade, causando prejuízos freqüentemente irreparáveis em vários setores da vida do indivíduo, como nas finanças, saúde, reputação, além do sofrimento psicológico. É relativamente comum, acometendo aproximadamente 8 a cada 100 indivíduos, manifestando-se igualmente em mulheres e homens.

O que causa a doença bipolar do humor:

A base da causa para a doença bipolar do humor não é inteiramente conhecida, assim como não o é para os demais distúrbios do humor. Sabe-se que os fatores biológicos (relativos a neurotransmissores cerebrais), genéticos, sociais e psicológicos somam-se no desencadeamento da doença. Em geral, os fatores genéticos e biológicos podem determinar como o indivíduo reage aos estressores psicológicos e sociais, mantendo a normalidade ou desencadeando doença. O transtorno bipolar do humor tem uma importante característica genética, de modo que a tendência familiar à doença pode ser observada.

Como se manifesta a doença bipolar do humor:

Pode iniciar na infância, geralmente com sintomas como irritabilidade intensa, impulsividade e aparentes “tempestades afetivas”. Um terço dos indivíduos manifestará a doença na adolescência e quase dois terços, até os 19 anos de idade, com muitos casos de mulheres podendo ter início entre os 45 e 50 anos. Raramente começa acima dos 50 anos, e quando isso acontece, é importante investigar outras causas. A mania (eufórica) é caracterizada por:

Humor excessivamente animado, exaltado, eufórico, alegria exagerada e duradoura;
Extrema irritabilidade, impaciência ou “pavio muito curto”;
Agitação, inquietação física e mental;
Aumento de energia, da atividade, começando muitas coisas ao mesmo tempo sem conseguir terminá-las
Otimismo e confiança exageradas;
Pouca capacidade de julgamento, incapacidade de discernir;
Crenças irreais sobre as próprias capacidades ou poderes, acreditando possuir muitos dons ou poderes especiais;
Idéias grandiosas;
Pensamentos acelerados, fala muito rápida, pulando de uma idéia para outra,tagarelice;
Facilidade em se distrair, incapacidade de se concentrar;
Comportamento inadequado, provocador, intrometido, agressivo ou de risco;
Gastos excessivos;
Desinibição, aumento do contato social, expansividade;
Aumento do impulso sexual;
Agressividade física e/ou verbal;
Insônia e pouca necessidade de sono;
Uso de drogas, em especial cocaína, álcool e soníferos.

*** Três ou mais sintomas aqui relacionados devem estar presentes por, no mínimo, uma semana;

*** a hipomania é um estado de euforia mais leve que não compromete tanto a capacidade de funcionamento do paciente. Geralmente, passa despercebida por ser confundida com estados normais de alegria e devem durar no mínimo dois dias.

Humor melancólico, depressivo;
Perda de interesse ou prazer em atividades habitualmente interessantes;
Sentimentos de tristeza, vazio, ou aparência chorosa/melancólica;
Inquietação ou irritabilidade;
Perda ou aumento de apetite/peso, mesmo sem estar de dieta;
Excesso de sono ou incapacidade de dormir;
Sentir-se ou estar agitado demais ou excessivamente devagar (lentidão);
Fadiga ou perda de energia;
Sentimentos de falta de esperança, culpa excessiva ou pessimismo;
Dificuldade de concentração, de se lembrar das coisas ou de tomar decisões;
Pensamentos de morte ou suicídio, planejamento ou tentativas de suicídio;
Dores ou outros sintomas corporais persistentes, não provocados por doenças ou lesões físicas.

A DEPRESSÃO, que pode ser de intensidade leve, moderada ou grave, É CARACTERIZADA POR:

*** estes sintomas manifestam-se na maior parte do tempo por, pelo menos, DUAS semanas.

O estado misto é caracterizado por:

Sintomas depressivos e maníacos acentuados acontecendo simultaneamente;
A pessoa pode sentir-se deprimida pela manhã e progressivamente eufórica com o passar do dia, ou vice-versa;
Pode ainda apresentar-se agitada, acelerada e ao mesmo tempo queixar-se de angústia, desesperança e idéias de suicídio;
Os sintomas freqüentemente incluem agitação, insônia e alterações do apetite. Nos casos mais graves, podem haver sintomas psicóticos (alucinações e delírios) e pensamentos suicidas;

*** os sintomas devem estar presentes a maior part  (+ info)

cid 10 F31.5 transtorno afetivo bipolar da direito a aposentadoria?


tenho 39 anos e gostaria de saber se poso pedir aposentadoria
----------

Olá!
A questão em sí é a gravidade mental do problema e não o transtorno em sí.
O transtorno afetivo bilopar pode ter quadros extremos (F 31.5), que sugerem um afastamento no auxílio-doença por um tempo de até seis meses.
Ao contrário do que um usuário coloca, são raros os disturbios psiquiátricos que dão direito a aposentadoria por invalidez.
As patologias que dão direito incontestável são:
Psicoses crônicas e demências.
É fato que as psicoses podem se manifestar em algumas outras doenças, mas geralmente não é o quadro principal, não dando portanto direito ao benefício.
O bipolar raramente tem direito a este benefício.
Isso só vai ocorrer nos casos de grande gravidade e risco à vida do paciente e a terceiros. Em geral são pacientes que já passaram por processo de internação hospitalar várias vezes (este é um critério fundamental para justificar a aposentadoria) e que não conseguem estabilizar o quadro com os medicamentos disponíveis no mercado.
Se estas condições não forem satisfeitas, está fora de questão o direito à aposentadoria.
Um abraço!  (+ info)

Transtorno Afetivo BIPOLAR, vcs q tem, oq vcs sentem realmente?Oq ocasiona mudança de humor? É BRUSCA mesmo?


Preciso saber de quem tem

O que faz a pessoa mudar o humor,

como isso acontece? o humor muda devagar, tipo, uma semana vc fica trsite e na outra não
ou no mesmo dia vc muda de humor?

Quais sao os 2 ápices de quem sofre disso?
Quando fica muito triste oq faz, e quando fica muito "feliz" oq acontece?

Oq vcs sentem nos 2 polos de humor ????
----------

Portadores de TAB ou qualquer outra doença jamais são culpados de terem as doenças.

Ninguém muda uma doença, como também nem remédio ou terapia que não localize a causa conseguirá resolver.
Doença mental é da Mente e não é de origem física, mas de gravações subconscientes e tem cura, sem qualquer medicação ou análise comportamento. Não é necessário em Terapia perder tempo, senão ir em busca da causa e isto independe de opinião e análises dos efeitos da doença, mas do que ocasiona a doença. E a causa tem como caminho para ser encontrada, a própria queixa específica de cada um e não uma rotulação de nome de doença ou que para todos exista uma mesma causa, ao contrário, cada pessoa tem a sua própria causa.
Doenças assemelhadas possuem efeitos assemelhados, mas a palavra assemelhado não siginfica igual e nem será.

Tristeza não é a mesma coisa que Depressão e esta também não é a mesma coisa que Ansiedade.
Uma pessoa pode ser triste, depressiva e também ansiosa, como ter muitos outros sentimentos e sensações indesejáveis ou não ter algumas delas e ter outras.

Um Bipolar sente o problema nas crises de tom baixo, pois quando está acima, em tom além da alegria, também não se sentirá tão bem, mas incomoda menos, aparentemente.
Em baixo tom poderá ficar triste, depressivo e até ansioso - mas são sensações bem diferenciadas.
Uma pessoa pode estar triste e até depressiva, chegar à apatia e não ter ansiedade.
Aliás, uma pessoa pode ter várias doenças restimuladas ao mesmo tempo. Não é exclusividade sofrer de apenas uma doença, mas normalmente terá uma a sobrepujar a outra, mas com efeitos muitas vezes diferentes.

Quem tem a doença pode pensar o que quiser, mas JAMAIS saberá a causa sozinho, pois a causa é reativa e não analítica, reage sem ser possível analisar, pois não tem lógica alguma. Por isto é preciso um especialista em saúde mental, um Profissional que já possua esta técnica de localização para todas as causas da saúde mental - aí sim, é um caminho que encontrará qualquer pedra e a retirará da vida da pessoa, pelo entendimento DELA, da que tem a doença, e quando se entende que algo é uma sombra, esta não mais irá causar efeitos, esta a semelhança para o entendimento.
Por mais que alguém possua 'motivos para não acreditar' que já é possível a cura, deveriam estudar o assunto e entrevistar Profissionais com esta técnica, especialmente quem já tratou e se livrou da doença - e não são poucos que já tiveram total sucesso. Poucos são ainda os profissionais com este treinamento, mas muitos estão em estudos para se capacitarem e serem autorizados a exercerem esta tecnologia, profissionais de todas as áreas podem ser capacitados, incluindo evidentemente e especialmente os psicólogos.  (+ info)

Acho q meu namorado tem transtorno afetivo bipolar?


Como lidar com essa situaçao se nao posso falar p ele dessa minha desconfiança?
----------

Procure um psicológo ou psiquiatra e descreva em detalhes o comportamento do seu namorado. Os profissionais saberão aconselhá-la a como lidar com a doença e o melhor caminho de chegar até seu namorado e falar do diagnóstico.

Muito cuidado com suas desconfianças, pois os transtornos de comportamento são todos muito parecidos. De repente, ele tem apenas um quadro de euforia, mas pode ser que tenha uma psicose, portanto, cautela é sempre bom.  (+ info)

Transtorno Afetivo do Humor?


Tenho Transtorno Bipolar do Humor (TAB) e sou Policial Militar e Já fui afastado 4 vezes do serviço e já fui internado uma vez, gostaria de saber meus direitos já que a bipolaridade e uma doença mental e não uma deficiência mental. Por ex: se eu passar em outro concurso não irei passar no psicotecnico.
Outrossim nunca usei drogas e só descobri que era Bipolar depois que estava na Policia.
----------

1.Faça seu tratamento corretamente
2.ter TAB não é indisciplina nem loucura, apenas um transtorno de humor, bem como vc disse
3.honre sua profissão
4.tire licença quando precisar, a lei garante afastamento para tal finalidade, seja vc um policial estadual ou federal.  (+ info)

Transtorno Afetivo Bipolar, depakote 750 mg, derruba cabelo?


Olá, estou tomando a três meses depakote 750 mg para TAB e notei que meus cabelos estão caindo (não quebrando). Antes disso tive uma depressão séria de dois meses sem comer direito e sem dormir. Será o efeito do stress passado ou o remédio,alguém saberia responder?
----------

Não dá para saber, pois a fase depressiva abaixa o sistema imune, podendo levar a queda de cabelos.
O Depakote é excepcional para estabilizar o humor no TAB, principalmente na forma ER-Liberação prolongada(500 mg/cp), tomando 1 vez ao dia, à noite preferencialmente, mas com uma dose maior do que 750 mg.O Depakote, como estabilizador, faz papel antidepressivo tbém.Caso seja do medicamento, a queda pode parar de ocorrer.  (+ info)

Transtorno Bipolar Afetivo?


Minha esposa possui essa doença ( Transtorno Bipolar Afetivo ), e toma os seguintes remédios Tegretol e Amplictyl, e nós gostariamos de ter nosso filho biológico, mas a restrições sobre isso tomando esses medicamentos, gostariamos de ouvir opiniões de vocês.
----------

Olá, também tenho transtorno bipolar e tomo uma série de medicação. No ano passado tive uma gravidez que não foi planejada, portanto, tomando medicação. Quando foi constatada a gravidez meu médico suspendeu a medicação mas foi tarde demais, tive um aborto espontâneo. O ideal seria planejar a gravidez, continuar o tratamento com o psiquiatra e interromper os remédios.
Boa Sorte.  (+ info)

Você sabe o que vem a ser Transtorno Afetivo Bipolar (TAB)?


E que aproximadamente 5% da população sofre desde mal..porém são diagnosticadas erradas ou com tratamentos indevidos, normalmente tratados como depressivo eo pior com remédios para depressão.......
----------


Bipolar
Transtornos relacionados por semelhança ou classificação


O que é?
O transtorno afetivo bipolar era denominado até bem pouco tempo de psicose maníaco-depressiva. Esse nome foi abandonado principalmente porque este transtorno não apresenta necessariamente sintomas psicóticos, na verdade, na maioria das vezes esses sintomas não aparecem. Os transtornos afetivos não estão com sua classificação terminada. Provavelmente nos próximos anos surgirão novos subtipos de transtornos afetivos, melhorando a precisão dos diagnósticos. Por enquanto basta-nos compreender o que vem a ser o transtorno bipolar. Com a mudança de nome esse transtorno deixou de ser considerado uma perturbação psicótica para ser considerado uma perturbação afetiva.
A alternância de estados depressivos com maníacos é a tônica dessa patologia. Muitas vezes o diagnóstico correto só será feito depois de muitos anos. Uma pessoa que tenha uma fase depressiva, receba o diagnóstico de depressão e dez anos depois apresente um episódio maníaco tem na verdade o transtorno bipolar, mas até que a mania surgisse não era possível conhecer diagnóstico verdadeiro. O termo mania é popularmente entendido como tendência a fazer várias vezes a mesma coisa. Mania em psiquiatria significa um estado exaltado de humor que será descrito mais detalhadamente adiante.
A depressão do transtorno bipolar é igual a depressão recorrente que só se apresenta como depressão, mas uma pessoa deprimida do transtorno bipolar não recebe o mesmo tratamento do paciente bipolar.




Características
O início desse transtorno geralmente se dá em torno dos 20 a 30 anos de idade, mas pode começar mesmo após os 70 anos. O início pode ser tanto pela fase depressiva como pela fase maníaca, iniciando gradualmente ao longo de semanas, meses ou abruptamente em poucos dias, já com sintomas psicóticos o que muitas vezes confunde com síndromes psicóticas. Além dos quadros depressivos e maníacos, há também os quadros mistos (sintomas depressivos simultâneos aos maníacos) o que muitas vezes confunde os médicos retardando o diagnóstico da fase em atividade.




Tipos
Aceita-se a divisão do transtorno afetivo bipolar em dois tipos: o tipo I e o tipo II. O tipo I é a forma clássica em que o paciente apresenta os episódios de mania alternados com os depressivos. As fases maníacas não precisam necessariamente ser seguidas por fases depressivas, nem as depressivas por maníacas. Na prática observa-se muito mais uma tendência dos pacientes a fazerem várias crises de um tipo e poucas do outro, há pacientes bipolares que nunca fizeram fases depressivas e há deprimidos que só tiveram uma fase maníaca enquanto as depressivas foram numerosas. O tipo II caracteriza-se por não apresentar episódios de mania, mas de hipomania com depressão.
Outros tipos foram propostos por Akiskal, mas não ganharam ampla aceitação pela comunidade psiquiátrica. Akiskal enumerou seis tipos de distúrbios bipolares.




Fase maníaca
Tipicamente leva uma a duas semanas para começar e quando não tratado pode durar meses. O estado de humor está elevado podendo isso significar uma alegria contagiante ou uma irritação agressiva. Junto a essa elevação encontram-se alguns outros sintomas como elevação da auto-estima, sentimentos de grandiosidade podendo chegar a manifestação delirante de grandeza considerando-se uma pessoa especial, dotada de poderes e capacidades únicas como telepáticas por exemplo. Aumento da atividade motora apresentando grande vigor físico e apesar disso com uma diminuição da necessidade de sono. O paciente apresenta uma forte pressão para falar ininterruptamente, as idéias correm rapidamente a ponto de não concluir o que começou e ficar sempre emendando uma idéia não concluída em outra sucessivamente: a isto denominamos fuga-de-idéias.. O paciente apresenta uma elevação da percepção de estímulos externos levando-o a distrair-se constantemente com pequenos ou insignificantes acontecimentos alheios à conversa em andamento. Aumento do interesse e da atividade sexual. Perda da consciência a respeito de sua própria condição patológica, tornando-se uma pessoa socialmente inconveniente ou insuportável. Envolvimento em atividades potencialmente perigosas sem manifestar preocupação com isso. Podem surgir sintomas psicóticos típicos da esquizofrenia o que não significa uma mudança de diagnóstico, mas mostra um quadro mais grave quando isso acontece.




Fase depressiva
É de certa forma o oposto da fase maníaca, o humor está depressivo, a auto-estima em baixa com sentimentos de inferioridade, a capacidade física esta comprometida, pois a sensação de cansaço é constante. As idéias fluem com lentidão e dificuldade, a atenção é difícil de ser mantida e o interesse pelas coisas em geral é perdido bem como o prazer na realização daquilo que antes era agradável. Nessa fase o sono também está diminuído, mas ao contrário da fase maníaca, não é um sono que satisfaça ou descanse, uma vez que o pacie  (+ info)

O que fazer,nessa situacão?(Transtorno afetivo bipolar)?


Ajuda sobre a minha doença(Transtorno afetivo bipolar)?
OLÁ,TENHO 27 ANOS E A 8 ANOS TRABALHO NA MARINHA DO BRASIL.EM 2005,FUI PROMOVIDO E ME DESLOCEI PARA UM NAVIO DE GUERRA.NUNCA TINHA EMBARCADO NA MINHA VIDA.DEVIDO AS COBRANÇAS E AO PERNOITAR E TRABALHAR MUITO,FIQUEI EM CRISE DE EXTRESSE.SEMANAS SE PASSARAM E FUI ENCAMINHADO AO MÉDICO PSIQUIATRA.
EM SEGUIMA,O MESMO,ME MEDICOU E ME DEU DIAS DE VOLGA.E DEPOIS MESES.DIAGNÓSTICO(TAB).
CONTINUEI O TRATAMENTO E EM RESTRIÇÃO DE EMBARCAR E ETC.
ATÉ AI TUDO BEM PESSOAL,CHEGUEI A ME INTERNAR 2 VEZES POR SE ALTERAR EM MEU ESTADO E NÃO DORMIR BEM.
MAS O PIOR É AGORA.POR TER SÓ 8 ANOS DE CASA,NÃO SOU ESTABILIZADO,POR SER COM 10 ANOS.
FUI PERICIADO ,E A MESMA,ME INCAPACITOU(INVALIDOU). TUDO INDICA QUE DEVO SER MANDADO EMBORA.GOSTARIA SE SABER SE TENHO DIREITOS E SE CONSIGO FICAR ME TRATANDO COM A MARINHA.OU ATÉ MESMO,SER REFORMADO(APOSENTADO),MEU EMAIL,dedees26@yahoo.com.br
EU AGRADEÇO A AJUDA DE TODOS.DEDE.
----------

Acredito que eles não podem te invalidar por ser bipolar.... é uma doença mental, nenhum lugar pode te mandar embora por vc estar doente.... vá atrás de um advogado e se informe a respeito, acredito que eles não possam fazer isso mesmo!! Boa sorte  (+ info)

transtorno bipolar afetivo,como lidar?


Preciso saber como lidar com pessoa com transtorno. Devo ser objetiva, ou dar tempo ao tempo...
Não sei ate onde ir , as vezes fico muito confusa.Ele já esteve internado em clinica, faz uso de medicamento, psiquiatra.
----------

TRANSTORNO BIPOLAR DO HUMOR
(PSICOSE MANÍACO-DEPRESSIVA)

Sinônimos e nomes relacionados:

Psicose maníaco-depressiva, transtorno ou doença afetivo bipolar, incluindo tipos específicos de doenças ou transtornos do humor, como ciclotimia, hipomania e transtorno misto do humor.

O que é a doença bipolar do humor:

O Transtorno Bipolar do Humor, antigamente denominado de psicose maníaco-depressiva, é caracterizado por oscilações ou mudanças cíclicas de humor. Estas mudanças vão desde oscilações normais, como nos estados de alegria e tristeza, até mudanças patológicas acentuadas e diferentes do normal, como episódios de MANIA, HIPOMANIA, DEPRESSÃO e MISTOS. É uma doença de grande impacto na vida do paciente, de sua família e sociedade, causando prejuízos freqüentemente irreparáveis em vários setores da vida do indivíduo, como nas finanças, saúde, reputação, além do sofrimento psicológico. É relativamente comum, acometendo aproximadamente 8 a cada 100 indivíduos, manifestando-se igualmente em mulheres e homens.

O que causa a doença bipolar do humor:

A base da causa para a doença bipolar do humor não é inteiramente conhecida, assim como não o é para os demais distúrbios do humor. Sabe-se que os fatores biológicos (relativos a neurotransmissores cerebrais), genéticos, sociais e psicológicos somam-se no desencadeamento da doença. Em geral, os fatores genéticos e biológicos podem determinar como o indivíduo reage aos estressores psicológicos e sociais, mantendo a normalidade ou desencadeando doença. O transtorno bipolar do humor tem uma importante característica genética, de modo que a tendência familiar à doença pode ser observada.

Como se manifesta a doença bipolar do humor:

Pode iniciar na infância, geralmente com sintomas como irritabilidade intensa, impulsividade e aparentes “tempestades afetivas”. Um terço dos indivíduos manifestará a doença na adolescência e quase dois terços, até os 19 anos de idade, com muitos casos de mulheres podendo ter início entre os 45 e 50 anos. Raramente começa acima dos 50 anos, e quando isso acontece, é importante investigar outras causas. A mania (eufórica) é caracterizada por:


Humor excessivamente animado, exaltado, eufórico, alegria exagerada e duradoura;
Extrema irritabilidade, impaciência ou “pavio muito curto”;
Agitação, inquietação física e mental;
Aumento de energia, da atividade, começando muitas coisas ao mesmo tempo sem conseguir terminá-las
Otimismo e confiança exageradas;
Pouca capacidade de julgamento, incapacidade de discernir;
Crenças irreais sobre as próprias capacidades ou poderes, acreditando possuir muitos dons ou poderes especiais;
Idéias grandiosas;
Pensamentos acelerados, fala muito rápida, pulando de uma idéia para outra,tagarelice;
Facilidade em se distrair, incapacidade de se concentrar;
Comportamento inadequado, provocador, intrometido, agressivo ou de risco;
Gastos excessivos;
Desinibição, aumento do contato social, expansividade;
Aumento do impulso sexual;
Agressividade física e/ou verbal;
Insônia e pouca necessidade de sono;
Uso de drogas, em especial cocaína, álcool e soníferos.
*** Três ou mais sintomas aqui relacionados devem estar presentes por, no mínimo, uma semana;

*** a hipomania é um estado de euforia mais leve que não compromete tanto a capacidade de funcionamento do paciente. Geralmente, passa despercebida por ser confundida com estados normais de alegria e devem durar no mínimo dois dias.


Humor melancólico, depressivo;
Perda de interesse ou prazer em atividades habitualmente interessantes;
Sentimentos de tristeza, vazio, ou aparência chorosa/melancólica;
Inquietação ou irritabilidade;
Perda ou aumento de apetite/peso, mesmo sem estar de dieta;
Excesso de sono ou incapacidade de dormir;
Sentir-se ou estar agitado demais ou excessivamente devagar (lentidão);
Fadiga ou perda de energia;
Sentimentos de falta de esperança, culpa excessiva ou pessimismo;
Dificuldade de concentração, de se lembrar das coisas ou de tomar decisões;
Pensamentos de morte ou suicídio, planejamento ou tentativas de suicídio;
Dores ou outros sintomas corporais persistentes, não provocados por doenças ou lesões físicas.
A DEPRESSÃO, que pode ser de intensidade leve, moderada ou grave, É CARACTERIZADA POR:

*** estes sintomas manifestam-se na maior parte do tempo por, pelo menos, DUAS semanas.

O estado misto é caracterizado por:


Sintomas depressivos e maníacos acentuados acontecendo simultaneamente;
A pessoa pode sentir-se deprimida pela manhã e progressivamente eufórica com o passar do dia, ou vice-versa;
Pode ainda apresentar-se agitada, acelerada e ao mesmo tempo queixar-se de angústia, desesperança e idéias de suicídio;
Os sintomas freqüentemente incluem agitação, insônia e alterações do apetite. Nos casos mais graves, podem haver sintomas psicóticos (alucinações e delírios) e pensamentos suicidas;
*** os sintomas devem  (+ info)

1  2  3  4  5  

Deixa uma mensagem ou imagem sobre "Transtorno Afetivo Sasonal" (ou acessa o fórum):