http://lookfordiagnosis.com
English
Spanish
Italian
Portuguese
French
Swedish

FAQ - Sarcoma De Ewing
(Powered by Yahoo! Answers)

Eu tive cancecrm sarcoma ewing, mas estou curada em nome de Jesus.?


Eu tive cancer sarcoma ewing, mas estou curada em nome de Jesus. A 3 dias estou com falta de ar e cansaço , mas estou com sinusite
. na verdade há sempre uma precocupação com pulmão. Em setembro faz 5 anos q fiquei curada... Enfim, o qie pode tá causando essa falta de ar, a sinusite?
----------

PRIMEIRO , AGRADEÇA A DEUS POR ESSA CHANCE , SEGUNDO , FALTA DE AR PODE SER VÁRIOS FATORES.SE FOSSE ALGO GRAVE SUA LINGUA , UNHAS ESTARIAM PROXIMO DA COR AZUL.MÁS TODA FALTA DE AR DEVE SER EXAMINADA.PASSE EM UM PRONTO SOCORRO.APÓS VERIFICANDO QUE NÃO É UMA EMERGENCIA MARQUE UMA CONSULTA COM UM CLINICO GERAL.ELE TEM AUTONOMIA PARA PEDIR VARIOS EXAMES PARA TE AJUDAR.
BJOS E MELHORAS.  (+ info)

sarcoma de ewing?


oi... eu tenho um irmao que descobrimos estar com sarcoma de ewing, entao eu gostaria de saber se alguem tem essa doença ou conhece alguem que tem ou teve.. gostaria de entrar em contato, trocar experiencias e informaçoes... já que é uma doença bem rara e é dificil essa troca de experiencias...
----------

Qualquer que seja o diagnóstico de um tumor, a avaliação criteriosa e escolha do tratamento adequado. aliados a um bom preparo psicológico do paciente são fatores importantes no estabelecimento do prognóstico. Não existe fórmula mágica e cada caso é um caso. Escolher um médico de confiança é o primeiro passo.  (+ info)

Alguem sabe oq posso fazer para melhorar sicatrizar uma ferida pos operatoria de sarcoma de ewing?secresão...?


Olha,seu medico deve ter orientado como fazer o curativo.Se existe ainda a saída de secreção, você deve limpar 3 vezes ao dia,com antissépticos e cobrir com gases para evitar contaminar.Sarcoma de ewing tem tratamento e deve ser continuo.A higiene é o melhor meio de melhorar e cicatrizar rapido.Você pode perguntar ao seu medico qual pomada cicatrizante deve usar,não posso indicar sem ver.Mas pode tomar cápsulas de arnica,natural,encontrada em homeopatia para cicatrizar rapido.Sorte!  (+ info)

Sarcoma de ewing?


Alguém sabe qual é o protocolo brasileiro para o tratamento de sarcoma de ewing? Queria saber quais as drogas quimioterápicas utilizadas
----------

o tratamento de Sarcoma de Ewing e PPNET requer quimioterapia seguida
por ser tumor ósseo maligno, incomum em nosso meio que ocorre
O tratamento inclui várias combinações de radioterapia, quimioterapia e cirurgia  (+ info)

Eu tive sarcoma de Ewing( correção) e me curei, alguem com esse problema precisa de ajuda?


Eu tive sarcoma de Ewing e me curei, alguem com esse problema precisa de ajuda?
----------

Que bom Elizabete que fez a correção, assim poderá ajudar mais pessoas, parabéns novamente pela inciativa....
Isso é importante haja vista que o Sarcoma de Ewing em pacientes com tumores pequenos de extremidades e sem metástase detectáveis ao diagnóstico tem uma boa chance de cura, que excede 70%. Pacientes com tumores grandes, de localização central e com doença metastática, têm pior prognóstico, com pequenas pesquisas mostrando cura ao redor de 30%, e com grande potencial de recaída posteriormente, portanto quanto antes detectar e tratar as chances de cura são maiores....
Um abraço a todos....  (+ info)

Tenho cancer osseo, já há cura para o Sarcoma de Ewing?


Os pacientes do cancer de infância com sarcoma de Ewing recebem o tratamento com uma combinação de drogas cancer- combate (quimioterapia) e tambem cirurgia ou radiação. Mesmo quando o tumor é detectado em um tamanho muito pequeno, pode haver uma evidência de propagação microscópica. Por esta razão, o cancer de infância e o sarcoma de Ewing requerem o tratamento ao corpo inteiro. Este tratamento inclui quimioterapia que deve destruir as celulas de cancer pediatrico que espalharam para o resto do corpo, e diminuir a massa principal das celulas do tumor. É importante para que os pacientes do cancer de infância e sarcoma de Ewing sejam avaliados para o tratamento por um radiologista, por um hemo-terapeuta, por um paologista, por um cirurgião, ou por um oncologista ortopedico, e por um oncologista de radiação o mais cedo possível. O cirurgião ou o oncologista ortopedico que executam a cirurgia devem ser involvido durante a biopsia para que a incisao selja feita em uma posição aceitável. Isto é especial importante se a lesao ser totalmetne retirada ou se um procedimento de salvamento do membro estiver sendo tentado. O oncologista e o patologista de radiação devem ser consultados antes da biopsia/cirurgia a fim de verificar que a incisao não comprometerá o porto de radiação e de modo que múltiplos tipos de amostras do tecido sejam obtidos. Exames diagnosticos (raio X, tomografiaa [ CT ], imagem latente de resonancia magnética [ MRI ], ou CT do preliminar) devem ser executadas antes de todo o procedimento que requerer anestesia porque problemas induzidos por anestesia no peito podem ser difíceis de avaliar. Outros exames como uma biopsia ossal e exame ossal devem ser obtidos antes da operacao tambem. Em aproximadamente 80 por cento dos casos de sarcoma de Ewing que envolvem um braço ou um pé, o membro pode ser conservado, se não houver nenhuma falha para o diagnostico desta doença de cancer da infância. As técnicas significativas para salvar os membros incluem transplante ossal, "rotacao-plasty"(tecnica cirurgica de rotacao do membro), e implantes protéticos. Os pacientes de cancer da infância podem também participar em experimentações clínicas. As experimentações clínicas para crianças e adolescentes com cancer são projetadas geralmente para comparar a terapia de melhor potencial com a terapia que é aceitada atualmente como padrão. A maioria do progresso feito em identificar terapias para cura de cancer da infância foi conseguido ate agora com experimentações clínicas.
Mais fatos sobre o tratamento do cuidado de cancer da infância e do sarcoma de Ewing:
Após um diagnóstico oportuno e apropriado, o segundo componente crítico para cura sera conseguir tratamentos para sarcoma de Ewing que não impactam extremamente a qualidade de vida. As drogas de quimioterapia para pacientes de cancer da infância causam efeitos colaterais visíveis tais como a perda de cabelo e nausea. Efeitos colaterais mais sérios são listados na folha de informação de cada droga de quimioterapia. Os pais são aconselhados a ler essas bulas detalhadamente e focalizar no efeitos colaterais perigosos que podem ser um resultado direto dos tratamentos pediatricos do cancer. A quimioterapia apropriada cessara rapidamente com as celulas crescentes ossais e tambem com as celulas cancerosas do sarcoma de Ewing. Consequentemente, as celulas vermelhas de sangue, as celulas brancas boas de sangue, e os plateletos nao serao formados. Sem celulas vermelhas de sangue, as crianças cansadas e fracas. Uma transfusao de celulas vermelhas de sangue é uma solução. Sem plateletos, crianças serão incapazes de parar de sangrar quando se cortarem. Transfusao de plateletos é uma outra solucao. As celulas brancas de sangue são monitoradas durante todo o tratamento. Sem o tipo certo de celulas brancas de sangue, pacientes são incapazes de lutar e acabar com uma infecção. A quantidade das celulas brancas de sangue é medida. Se os sangues brancos variarem entre 500-1000, a criança esta na zona de perigo. Se as celulas brancas de sangue forem menos de 500, a criança deve evitar lugares com muitas pessoas. Infecções manifestam-se rapidamente em pacientes com esse tipo de cancer. Se uma criança tiver uma febre de 40graus ou mais, a clínica deve ser imediatamente notificada. A maioria dos hospitais têm um oncologista em chamada 24 horas para ajudar aos pais. Infecções podem ser fungais, bacteriais, ou virais. As infecções fungais podem ser particularmente insuportaveis para pacientes. Infecções são causadas às vezes pelas linhas do meio-porto; às vezes há uma febre; e às vezes os medicos não podem encontrar a causa de uma infecção.  (+ info)

Quantos dias depois da infecçaõ pode aparecaer o sarcoma de kaposi ?


pode demorar muito tempo, leia algumas curiosidades abaixo:

O Sarcoma de Kaposi (SK) é uma doença sistémica multifocal maligna, que tem origem no endotélio vascular e que tem uma evolução clínica muito variável. A manifestação mais frequente desta doença é o aparecimento de lesões cutâneas, mas também pode haver envolvimento das mucosas, sistema linfático e vísceras, em particular do pulmão e tubo digestivo. Podem-se considerar quatro formas clínicas distintas: a forma rara designada por sarcoma de Kaposi clássico, que habitualmente surge em homens idosos, a forma associada à imuno-supressão iatrogénica (doentes transplantados ou após tratamentos prolongados com corticóides),a forma endémica, o sarcoma de Kaposi africano e a forma epidémica o sarcoma de Kaposi associado ao HIV. Todos os tipos de sarcoma de Kaposi são causados por infecção com o vírus herpes humano tipo 8 (HHV8), o qual é transmitido por via sexual ou parentérica. Meses antes do aparecimento das lesões tumorais há um pico de virémia do HHV8 que conduz à produção de anticorpos específicos. Recentemente foi descrito um quadro clínico que envolve exantema em associação com a seroconversão com o HHV8 (Andreoni et al. 2002).

Em doentes infectados com o HIV o SK é uma doença definidora de SIDA. Tem sido observados quadros com evolução muito agressiva, conduzindo à morte, sobretudo em doentes com infecção HIV com imunossupressão grave não tratada. Nesses casos a sobrevida média após o diagnóstico tem sido um ano. Desde a introdução da HAART em 1996 que a frequência do SK trem diminuído acentuadamente nas pessoas infectadas com HIV (atingindo o decréscimo 90% no departamento de dermatovenereologia do Hospital Universitário de Frankfurt) e o curso clínico da doença melhorou também de forma acentuada. Em muitos casos é possível a estabilização ou completa remissão dos tumores apenas pela reconstituição imunitária e diminuição da carga viral. De todas as terapêuticas eficazes a HAART eficiente é a escolha indicada. Pode-se combinar a HAART com terapêutica local (crioterapia, retinóides, radioterapia, etc.). O tratamento sistémico, alfa interferão, paclitaxel ou antraciclinas lipossómicas, está reservado para as situações de progressão de doença com HAART eficaz ou situações de envolvimento visceral.

Sinais, sintomas e diagnóstico

Ao contrário do que sucede na forma clássica em que as lesões surgiam predominantemente nas pernas dos homens idosos, o SK associado ao HIV não tem localização anatómica preferencial. Pode surgir em qualquer local da pele, mas também por surgir nas membranas mucosas orais, genitais ou oculares. Os achados típicos são inicialmente máculas ou nódulos violáceos, solitários ou escassos, que têm predilecção pelas linhas de tensão da pele.

O curso clínico posterior e muito variável, as máculas ou tumores podem manter-se inalterados durante anos, ou crescer rapidamente em poucas semanas e disseminar-se. O crescimento rápido pode provocar dor intensa e hemorragia que causa uma coloração esverdeada da pele circundante que pode ser muito notória. A evolução destas lesões podem ainda incluir a necrose central com consequente ulceração que sangra facilmente. As lesões em placa ou nodulares, habitualmente acompanhadas de edema extremo, podem confluir e originarem tumefacções extremas das extremidades ou face. Na cavidade oral o palato duro é atingido frequentemente. Após o eritema inicial surgem placas e nódulos que ulceram e sangram facilmente. Estas lesões podem surgir até na região genital, por exemplo no prepúcio ou na glande, com o aspecto de placas infiltrativas.

O diagnóstico do SK na pele e mucosas efectua-se habitualmente com base nas seguintes características clínicas:

1. Máculas ou nódulos de cor violácea

2. Distribuição pelas linhas de tensão da pele

3. Coloração esverdeada (como das contusões) em torno da lesão tumoral

4. Edema circundante

5. Disseminação das lesões, possivelmente com atingimento mucocutâneo.

Este quadro é especialmente característico em doentes com infecção por HIV ou outro tipo de imuno-supressão. Se apenas surgir uma lesão isolada ou existir dúvidas quanto à sua etiologia deve-se efectuar biopsia da lesão, por excisão ou incisão consoante o tamanho da lesão, de forma a assegurar um diagnóstico histológico. No exame histológico de rotina (coloração Hematoxilina-Eosina) são importantes os seguintes aspectos no SK com origem no endotélio vascular:

1. Na porção média e superficial da derme, há espaços em fenda formados por novos vasos de parede fina e por vasos parcialmente aberrantes que e dispõem ao longo dos vasos normais da derme e anexos.

2. Focos de eritrócitos extravasados em torno dos novos vasos.

3. Depósitos de hemossiderina

4. Infiltrado inflamatório linfocitário

5. Eventuais infiltrados de células endoteliais fusiformes ou ovais (SK fusiforme)

6. Habitualmente a epiderme está intacta

O SK tratado com sucesso apenas deixa zonas de hiperpigmentação cinzenta ou castanha clara que se mantêm por meses ou anos e que são basicamente provocadas por depósitos de hemossiderina resultantes do extravasamento dos eritrócitos. O edema linfático que acompanha as lesões cutâneas também pode persistir por longos períodos de tempo, sobretudo nos membros inferiores.

O HHV8, que contribui para o desenvolvimento do tumor pode ser detectado nos tecidos por PCR. Em termos serológicos, os anticorpos contra o HHV8 podem ser detectados meses antes do aparecimento das lesões tumorais. Os estudos epidemiológicos têm mostrado incidências regionais elevadas de sarcoma de Kaposi (ex. no sul de Itália, bem como na África central) e correlacionam com aumentos da seroprevalência regional do HHV8. O HHV8 parecer ser transmitido principalmente por via sexual. O SK habitualmente observado nas crianças africanas deve-se provavelmente à transmissão pela saliva do HHV8 (Pauk et al. 2000).

Quando o KS é diagnosticado, devem ser efectuados os seguintes exames no sentido de determinar o estadio da doença:

1. Exame objectivo completo do doente (incluindo as membranas mucosas da cavidade oral e genital)

2. Ecografia dos gânglios

3. Ecografia abdominal

4. Endoscopia digestiva alta (opcional, mas obrigatória sempre que há atingimento das mucosas)

5. Colonoscopia (opcional, mas obrigatória sempre que há atingimento das mucosas)

6. RX do tórax

7. Estudo das subpopulações linfocitárias e carga viral. (é necessário iniciar ou optimizar HAART  (+ info)

Alguém que conheça quem teve sarcoma sinovial ?


Gostaria de saber se vocês conhecem alguém que teve ou está em tratamento de Sarcoma Sinovial.
----------

http://futucu.blogspot.com/ eu tirei todas ais minhas duvidas sobre este assunto e outros neste site http://futucu.blogspot.com/  (+ info)

Quantos dias após a infecção aparece o sarcoma de Kaposi ?


Olá Bruno...
O sarcoma de Kaposi só se desenvolve quando o sistema imunitário está deprimido, como ocorre na AIDS. Isso ñ quer dizer q tds as pessoas soro-positivas irão ter essa doença e nem todas as pessoas que desenvolvem o sarcoma de Kaposi estão infectadas pelo HIV. Depende de caso pra caso...

Tchauzinhooo  (+ info)

Porque os doentes com Sarcoma di Kaposi iniciam o TARV mesmo que o seu CD4 esteja ainda elevado?


Existem diferentes critérios para que um paciente tenha indicação de iniciar a TARV, e basta que um deles esteja presente.
Assim, apenas o CD4 elevado não indicaria a TARV, porém o Sarcoma de Kaposi é uma das doenças que por si só, sem outros sinais, indica o início da TARV, pois significa que o paciente tem AIDS, não é apenas HIV positivo.
Outros exemplos de doenças que por si só indicam a necessidade de TARV são: pneumonia por Pneumocystis carinii, candidíase esofágica, toxoplasmose cerebral, meningite criptocócica e retinite por citomegalovírus.  (+ info)

1  2  3  4  

Deixa uma mensagem ou imagem sobre "Sarcoma De Ewing" (ou acessa o fórum):