FAQ - Polineuropatia Paraneoplásica
(Powered by Yahoo! Answers)

Alguém conhece casos de polineuropatia provocada pelo tabaco e/ou nicotina?


Incidência especialmente nas pernas, com contrações espasmódicas.
----------

Conheço neuropatia provocada pelo fumo sim... mas principalmente neuropatia sensitiva. Perda de sensibilidade.
Mas acredito que seja possível a motora, já que a fisiopatologia é a mesma... Quanto a estas "caimbras" tente consumir mais cálcio e potássio. Talvez ajude!  (+ info)

Qual o melhor tratamento para Polineuropatia Periférica Axonal Distal?


O problema atua diretamente nos pés de : Mulher com 57 anos, com hipotireoidismo e hiperparatireiodismo.
----------

É necessário conehcer as causas subjacentes: Possui Diabetes Mellitus? hipertensão arterial?Insuficiencia de microvasculatura?
A Polineuropatia neecessita de acompanhamento da perfusão distal do membro, pode-se fazer o teste de monofilamentos para averiguar o grau de compromentimento da sensibilidade tátil, térmica, pressórica e vibratória.Medidas devem ser implementadas no sentido de prevenir posteriores complicações da síndrome tais como artropatia de Charcot e úlceras neuropáticas
Eu recomendo o uso adequado de calçados que macios, que não comprimam as extremidades ósseas, meias brancas de algodão, higienização adequada dos pés após o banho e corte das unhas dos pés em ângulo reto.
Se apresenata hiperrestesia concomitante o médico responsável pode indicar um análgésico de suporte.
É necessário o acompanhamento do médico e de um enfermeiro especialista.
Espero ter ajudado  (+ info)

Gostaria de obter informações sobre polineuropatia sensitiva motora?


Amigo, trata-se doença incurável, de origem hereditária. Trata-se de uma doença que causa atrofia muscular. Boa sorte.  (+ info)

alguem sabe como tratar a doença polineuropatia periferica?


doença nas mãos , atrofia de polegar, dores nos nervos e musculos a mais de 3 anos.
----------

POLINEUROPATIA PERIFÉRICA É UMA DOENÇA QUE ACOMETE VÁRIOS NERVOS. TEM MÚLTIPLAS CAUSAS, DENTRE ELAS ALGUMAS FORMAS GENETICAMENTE HERDADAS, ONDE SE ENCONTRA QUADROS SEMELHANTES EM OUTROS MEMBROS DA MESMA FAMÍLIA. O MELHOR PROFISSIONAL A SER PROCURADO É O NEUROLOGISTA. PS- TALVEZ SEJA IMPORTANTE QUE OS OUTROS MEMBROS AFETADOS TB SEJAM EXAMINADOS.

Uma das possíveis formas de reduzir o problema seria a redução de consumo de alcool. Isto é, se for caso de alcoolismo.  (+ info)

tenho polineuropatia a mais de 7 anos gostaria de saber sobre tratamentos?


JA SEI DA EXITENCIA DESSA DOENÇA EM MIM A MAIS DE 7 ANOS E SÓ VEJO PIORA NUCA MELHORA, GOSTARIA DE SABER SE TEM ALGUM TRATAMENTO QUE SEJE BARATO POIS Ñ TENHO MUITA COMDIÇÃO FINANCEIRA MAS GARANTO QUE VOU TENTAR TUDO QUE PUDER.
----------

Em geral, esses problemas são tratados por um grupo de profissionais. A parte de medicamentos fica com o médico e em relação aos movimentos, com um fisioterapeuta. Existem vários tipos de neuropatia. Para poder ajudar eu precisaria de mais informações. Teria que passar por uma avaliação, e como isso não é possivel, eu aconselharia a procurar por mais profissionais da área da saúde, onde quem sabe, você possa encontrar entre eles outros tratamentos que lhe proporcionem um melhor resultado. :-/  (+ info)

oi!!! sou portador de polineuropatia periferica...?


alguem sabe algo a respeito desse problema para me informar?!?!
----------

A neuropatia periférica (neurite periférica) é bastante comum e sua incidência varia de acordo com o tipo específico de neuropatia.

A neuropatia periférica não é uma doença específica, isolada. É uma manifestação de muitas condições que podem lesionar os nervos periféricos. O sistema nervoso periférico compreende todos os nervos que não estejam localizados no cérebro ou na medula espinal (sistema nervoso central ou SNC). O sistema nervoso periférico é o sistema nervoso utilizado pelo SNC para se comunicar com o resto do organismo, incluindo os nervos cranianos e os nervos que suprem os órgãos internos, os músculos, a pele e outras áreas. A lesão dos nervos do sistema nervoso periférico prejudica a comunicação entre o SNC e o resto do organismo.

Os sintomas dependem do fato de o distúrbio afetar, ou não, as fibras nervosas sensitivas (fibras que transmitem informação desta área para o cérebro e para a medula espinal) ou as fibras nervosas motoras (as fibras que transmitem os impulsos a partir do cérebro e da medula espinal para a área), ou ambas. A lesão das fibras sensitivas provoca alterações da sensibilidade que abrangem desde a percepção de sensações anormais, até a dor, a redução na sensibilidade ou a ausência de sensibilidade na área afetada. As alterações da sensibilidade em geral se iniciam pelos pés ou pelas mãos e progridem até o centro do corpo,com neuropatias periféricas que envolvem a degeneração da porção do axônio da célula nervosa.

Os danos às fibras motoras prejudicam os movimentos ou a função da área enervada por esse nervo, já que os impulsos para esta área estão bloqueados. A estimulação nervosa, que se encontra prejudicada, para um grupo de músculos resulta em redução de movimentos ou do controle dos movimentos. A perda da função nervosa gera alterações estruturais nos músculos, nos ossos, na pele, nos cabelos, nas unhas e nos órgãos do corpo. As alterações estruturais são provocadas pela falta de estimulação nervosa, pela não utilização da área afetada, pela imobilidade, e pela falta de esforço muscular. Há fraqueza muscular e desgaste muscular (atrofia, perda da massa muscular). As lesões recorrentes e desapercebidas na área afetada podem ocorrer e provocar infecções ou lesões estruturais. As alterações incluem a formação de úlceras, dificuldade de cura, perda da massa ticular, cicatrização e deformidade.

O sistema nervoso autonômico (ou autônomo) é a parte do sistema nervoso periférico que controla as funções involuntárias ou semivoluntárias, como por exemplo o controle dos órgãos internos. Os danos aos nervos do sistema nervoso autônomo originam alterações na função destes órgãos, resultando em sintomas como vista embaçada, nível de sudorese reduzido (anidrose), tonturas ou desmaios, associados a redução da pressão sangüínea, prejuízo da capacidade de regular a temperatura corporal, distúrbios nas funções do estômago e do intestino alterações no funcionamento da bexiga e disfunção sexual.

A neuropatia periférica pode envolver lesões em um único nervo, ou em um grupo de nervos (mononeuropatia), ou a muitos nervos (polineuropatia). A neuropatia abrange também a lesão ao axônio da célula nervosa ou da membrana mielina. As causas incluem a destruição dos nervos provocadas por distúrbios diversos e a destruição do nervo provocada por pressão. A degeneração do axônio retarda ou bloqueia a condução no ponto de degeneração. A desmielinização (destruição da membrana mielina ao redor da célula nervosa) reduz muito a velocidade de condução do impulso através do nervo.

Em alguns casos, não pode se identificar nenhuma causa detectável da neuropatia. A lesão por pressão pode ser causada por uma lesão direta ou por uma compressão da célula nervosa exercida por outras estruturas corporais adjacentes. A compressão pode ser causada por tumores nervosos periféricos (raros), por tumores que exercem pressão sobre o tecido nervoso (raros), por um crescimento ósseo anormal, ou por cistos ou acumulações de líquido ou de tecido que exercem pressão sobre os nervos. A compressão pode, igualmente, ser causada pela pressão exercida por gessos, talas, aparelhos ortopédicos, muletas ou outros aparelhos. As posições incômodas por períodos prolongados podem causar lesão do nervo. A neuropatia por encarceramento inclui a compressão de um nervo ao passar através de um espaço estreito. Os fatores mecânicos pode estar complicados por causa da isquemia (falta de oxigênio gerada por uma redução no fluxo sangüíneo) na área afetada. Algumas das causas sistêmicas da neuropatia são os distúrbios que afetam os tecidos conjuntivos dos nervos, os distúrbios que afetam a irrigação sangüínea das células nervosas, as doenças hereditárias, os distúrbios metabólicos ou químicos e outros distúrbios que lesam o tecido nervoso.

Algumas condições específicas associadas com a neuropatia são:

distúrbios hereditários:
doença de Charcot-Marie-Tooth (comum tanto em adultos como em crianças)
ataxia de Friedreich

distúrbios sistêmicos ou metabólicos:
diabetes mélito (neuropatia diabética)
deficiências alimentares (em especial de vitamina B)
consumo habitual de álcool (neuropatia alcoólica)
uremia (por insuficiência renal)

efeitos sistêmicos das neoplasias:
mieloma múltiplo
câncer de pulmão
linfoma (de qualquer tipo)
leucemia (de qualquer tipo)

quadros infecciosos ou inflamatórios:
AIDS
botulismo
febre das montanhas americanas
difteria
síndrome de Guillain-Barre
infecção por HIV sem desenvolvimento de AIDS
lepra
periarterite nodosa
poliarterite
artrite reumatóide
sarcoidose
sífilis
lúpus eritematoso sistêmico

exposição a compostos tóxicos:
inalação de colas ou outros compostos tóxicos
óxido nitroso
agentes industriais, em especial os solventes
metais pesados (chumbo, arsênico, mercúrio etc.)
neuropatia secundária a drogas (muitos medicamentos podem causar neuropatia)
causas diversas:
isquemia (redução de oxigênio/redução do fluxo sangüíneo)
exposição prolongada a baixas temperaturas

ok  (+ info)

Quem conhece algum caso v´rídico de POLINEUROPATIA ALCOOLICA?


Entre nesta pagina está tudo lá.
http://www.biobras.com.br/adam/encyclopedia/ency/article/000750.htm

Definição:
Condição decorrente de danos a nervos, causando deficiência sensorial ou redução de movimento.

Causas, incidência e fatores de risco:
A polineuropatia sensório-motora é uma forma de neuropatia periférica (dano aos nervos sem o comprometimento do cérebro ou da medula espinal). Não se trata de um distúrbio isolado, mas da manifestação de muitas condições que causam danos a múltiplos nervos periféricos (polineuropatia).

A polineuropatia sensório-motora implica em um processo sistêmico que danifica os nervos. Esse dano pode causar a perda da bainha da mielina, a cobertura da célula nervosa que retarda a condução através do nervo. Pode também danificar a célula nervosa, particularmente a parte do axônio da célula que bloqueia a condução no local do dano.

Entre as causas dos danos aos nervos inclui-se qualquer condição que resulte em pressão nos nervos, inflamação, redução do fluxo sangüíneo, distúrbios do tecido conjuntivo e outras condições similares. Há uma grande diversidade de distúrbios que podem causar polineuropatia sensório-motora, desde condições agudas ou crônicas até causas desconhecidas, como neuropatia alcoólica, neuropatia diabética, neuropatia inflamatória crônica, síndrome de Guillain-Barre e neuropatia secundária a drogas.  (+ info)

em todas as pericias do inss eu mostrei laudo médicos,pois o exame é caro e não tem pelo sus é válido os laudo?


não tenho condições de fazer o exame pois não tem pelo sus e só mostro o laudo médico na pericia do inss e desta vez eles quiseram os exames mais minha doença é polineuropatia e só aparece na eletroneuromiografia o que faço???
----------

xii... sugô alvez pedir dinheiro emprestado pr aum amigo ou no banco seria uma boa, e tbm se poderia explicar a tua situação...  (+ info)

Tenho queimação nas maos e pernas e formigamentos devido a uma doença Polineuropatia.Alguem sabe o que fazer p


Essa queimação que digo é como se meus nervos esquentassem e o formigamento é incomodo demais. Tomo remedio chamado GABAPENTINA mas ate agora não me ajudou muito.
----------

Tem bastante querencia a primeira resposta (*)  (+ info)

O q significa tireóide apresentando dois pequenos nódulos sólidos tipo II de Chamas?


Fiz um eletroneuromiografia e diagnosticou Polineuropatia difusa, o médico me pediu uma série de exames sorologias, ressonância magnética e ecodoppler de tiróide e região cervical eo resultado foi nódulos sólidos hipoecóico e isoecóico, linfonodomegalias no pescoço de provável natureza reacional. Confeço q estou ficando preocupada. Agradeço pela sua resposta.
----------

Seu médico é o seu melhor confidente, tenha certeza disso, ele vai e orientar. Se serve, não se preocupe, não é o que pensa. boa sorte./  (+ info)

1  2  3  4  

Deixa uma mensagem sobre 'Polineuropatia Paraneoplásica'



Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.

Última atualização: Setembro 2014