http://lookfordiagnosis.com
English
Spanish
Italian
Portuguese
French
Swedish

FAQ - Paralisia Facial
(Powered by Yahoo! Answers)

Paralisia facial, causada por reflexo....?


Como o nervo é atingido pelo relfexo, é um relfexo de luz, ou isto e apenas um termo, quanto tempo em media uma pessoa demora para recuperar os movimentos do rosto??? Existe algum tratamento eficaz???
----------

A paralisia facial pode ser de dois tipos, basicamente. A paralisia periférica que acomete o nervo em sua trajetória extra craniana(corresponde a da sua pergunta) e a central que acomete o nervo na ponte(nos casos de AVC ou derrame). A paralisia facial que você perguntou corresponde a denominada Paralisia de Bell. Ela é causada por um vírus denominado Herpes vírus. è um tipo de infecção benigna e auto-limitada, ou seja, melhora no período médio de 7 a 14 dias, podendo demorar um pouco mais. Na grande maioria dos casos não deixa seqüelas. Existem medicações que reduzem o tempo da paralisia. Sugiro procurar seu neurologista. Abraços.  (+ info)

a paralisia facial tem quantos tipos?


central e periferica  (+ info)

Meu pai sofreu paralisia facial. Gostaria de mais informações?


como ocorre a doença, o tratamento,
pode ter sido por agrotoxixo, ou virus ms só sabemos q o 5º nervo foi afetado afetando a boca e olho.
----------

se ajudar........


PARALISIA FACIAL TRATAMENTO NATURAL PARA PARALISIA FACIAL, PARALISIA CEREBRAL, PARALISIA DE PERNAS, PARALISIA DE BRAÇOS, DERRAME CEREBRAL, LESÃO MEDULAR, ALZHEIMER, PARKINSON, PARALISIAS EM GERAL.

PARALISIA FACIAL É A AUSÊNCIA OU DIMINUIÇÃO DE ALGUNS MOVIMENTOS DA FACE, OCORRENDO, GERALMENTE, DE UM ÚNICO LADO DO ROSTO. DEIXANDO A PESSOA ACOMETIDA COM EXPRESSÃO FACIAL DEFORMADA.
ESTE TIPO DE PARALISIA OCORRE DEVIDO A VÁRIOS FATORES:
- INFECÇÃO DO NERVO FACIAL POR VÍRUS OU BACTÉRIA, (TAMBÉM CHAMADA PARALISIA DE BELL),
- TUMORAL, ( QUANDO UM TUMOR ESTÁ PRÓXIMO AO NERVO FACIAL POR EXEMPLO)
- TRAUMÁTICA, (OCORRENDO UM ACIDENTE ONDE HAJA ENVOLVIMENTO DA CABEÇA),
- CONGÊNITO
- EXISTE, TAMBÉM, A PARALISIA DA FACE CAUSADA POR DERRAME CEREBRAL, CHAMADA DE PARALISIA FACIAL CENTRAL. NESTE TIPO DE PARALISIA É COMUM OCORRER APENAS O DESVIO DA BOCA COM PERDA DE FORÇA DO BRAÇO E PERNA DO LADO OPOSTO. OLHO E TESTA MANTENDO-SE NORMAIS. ESTA PARALISIA É CONSIDERADA EMERGÊNCIA E O PACIENTE DEVE SER ENCAMINHADO PARA O HOSPITAL MAIS PRÓXIMO.
O TRATAMENTO COM ACUPUNTURA RESULTA EM ÓTIMOS BENEFÍCIOS AO PACIENTE. QUANTO ANTES INICIAR O TRATAMENTO, MAIS RÁPIDO E MELHORES RESULTADOS SERÃO OBTIDOS. O IDEAL É DAR INÍCIO AO TRATAMENTO MESMO NO ESTÁGIO QUE O PACIENTE ESTEJA INTERNADO. OCORRENDO EM PARALELO COM A ALOPATIA, POIS UM NÃO INTERFERE NO OUTRO, MAS SIM SE SOMAM.

SINTOMAS:
- PARALISIA DE UM LADO DA FACE, AFETANDO BOCA, NARIZ E PÁLPEBRAS ( NÃO CONSEGUE PISCAR),
- SENSAÇÃO DE DORMÊNCIA,
- ALTERAÇÃO NO PALADAR E DORMÊNCIA NA LÍNGUA,
- OLHO RESSECADO, NÃO CONSEGUINDO FECHA-LO. PODENDO SENTIR DOR NO OLHO AFETADO E ATÉ CORRENDO O RISCO DE LESÃO DA CÓRNEA SE HOUVER O RESSECAMENTO DA CONJUNTIVA,
- BOCA DESVIADA PARA UM DOS LADOS (DESVIA PARA O LADO NÃO AFETADO),
- NÃO CONSEGUE ENRUGAR A TESTA,
- DIMINUIÇÃO OU AUMENTO NA QUANTIDADE DE LÁGRIMAS NO OLHO AFETADO ( OLHO QUE NÃO FECHA)
CASOS DE PARALISIA FACIAL
TRATADOS COM ACUPUNTURA


TRATAMENTO NATURAL PARA PARALISIA FACIAL, PARALISIA CEREBRAL, PARALISIA DE PERNAS, PARALISIA DE BRAÇOS, DERRAME CEREBRAL, LESÃO MEDULAR, ALZHEIMER, PARKINSON, PARALISIAS EM GERAL.


--------------------------------------------------------------------------------

PARALISIA CEREBRAL (PC)


CAUSADA PRINCIPALMENTE PELA FALTA DE OXIGÊNIO NO CÉREBRO, ANÓXIA NAS CÉLULAS CEREBRAIS. ISTO PODE OCORRER POR UMA SÉRIE DE FATORES, OS MAIS COMUNS SÃO:
- PRESSÃO ALTA DA GESTANTE;
- EXPOSIÇÃO DA MÃE A RAIO X NOS PRIMEIROS MESES DE GESTAÇÃO;
- TRABALHO DE PARTO DEMORADO OU DIFÍCIL,,, CAUSANDO FALTA DE RESPIRAÇÃO AO BEBÊ;
- TRAUMATISMO NA CABEÇA;
- FALTA DE OXIGÊNIO POR AFOGAMENTO OU OUTRAS CAUSAS;
- DESIDRATAÇÃO SÉRIA;
- INFEÇÕES CEREBRAIS CAUSADAS POR MENINGITE OU ENCEFALITE;
- FEBRE ALTA PROLONGADA,
- ETC..
CADA CRIANÇA ACOMETIDA DE PC APRESENTA UM QUADRO ESPECÍFICO. PODE PERDER O MOVIMENTO MUSCULAR EM UMA OU AMBAS PERNAS OU BRAÇOS, DIFICULDADE PARA A FALA, VISÃO, AUDIÇÃO, EXPRESSÃO FACIAL E, MAIS RARAMENTE, COMPROMETIMENTO MENTAL. TUDO DEPENDERÁ DE QUAIS CÉLULAS DO CÉREBRO FORAM AFETADAS. MAS GERALMENTE HAVERÁ UMA DIFICULDADE DO CONTROLE DAS POSTURAS PARA CAMINHAR, SENTAR E AVD (ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA).
A PARALISIA CEREBRAL NÃO APRESENTA UM QUADRO ÚNICO, EXISTEM PORTADORES COM SEQÜELAS MÍNIMAS, QUASE IMPERCEPTÍVEIS E OUTRAS COM SÉRIAS DIFICULDADES. TUDO DEPENDE DA QUANTIDADE E QUAIS CÉLULAS FORAM AFETADAS PELA ANÓXIA.
A GRANDE MAIORIA DAS PESSOAS COM PC TEM INTELIGÊNCIA NORMAL, CLARO QUE, SE UM PORTADOR DE PC TIVER SUA VISÃO, FALA OU AUDIÇÃO AFETADAS, SENTIRÁ ALGUMA DIFICULDADE NA COMUNICAÇÃO. MAS ISSO NÃO SIGNIFICA, COMO MUITOS LEIGOS IMAGINAM, QUE TENHA DIFICULDADE MENTAL.
POR ISSO, É INTERESSANTE OS PAIS E QUEM ACOMPANHA ESTA CRIANÇA, TRATA-LA DE MODO NORMAL, AUXILIANDO-A EM APRENDER TÉCNICAS PARA SE COMUNICAR. POR EXEMPLO: PARA A CRIANÇA COM DIFICULDADE AUDITIVA É ÚTIL APRENDER LEITURA LABIAL E LIBRAS (COMUNICAÇÃO POR SINAIS), ETC.

TRATAMENTO DA PARALISIA CEREBRAL:

PARALISIA CEREBRAL É TRATADA COM ACUPUNTURA A MUITO TEMPO, SEMPRE COM RESULTADOS MUITO BONS. OCORRENDO DIMINUIÇÃO DAS SEQÜELAS TAIS COMO O EQUILÍBRIO, COORDENAÇÃO MOTORA, E OS SENTIDOS QUANDO FORAM AFETADOS.
É UM TRATAMENTO LONGO, PODE DEMORAR ANOS, MAS NOTA-SE O INÍCIO DE MELHORA GRADATIVA COM ALGUNS MESES.
A EVOLUÇÃO QUE AS AGULHAS PROPORCIONAM PODE PARECER LENTA, SE COMPARARMOS UMA CRIANÇA SEM ESTE PROBLEMA E UMA COM PC . MAS PARA ESSAS CRIANÇAS E SUAS FAMÍLIAS CADA LEVE MELHORA NO QUADRO É UMA GRANDE VITÓRIA, POIS SABEM QUE AS MELHORAS ESTÃO SE SOMANDO.

O GRAU E TEMPO DE MELHORA DEPENDERÁ DE UMA SÉRIE DE FATORES:
- QUANTO MAIS PRECOCE FOR INICIADO O TRATAMENTO MELHORES E MAIS RÁPIDOS OS RESULTADOS OBTIDOS,
- GRAU DE ACOMETIMENTO DAS CÉLULAS CEREBRAIS,
- ORGANISMO DO PACIENTE ( CADA PESSOA RESPONDE DIFERENTE, EM RELAÇÃO AO TEMPO, NO TRATAMENTO COM ACUPUNTURA),
- FREQUÊNCIA DO TRATAMENTO, (O PACIENTE QUE FIZER TRÊS VEZES POR SEMANA TERÁ RESULTADOS MAIS RÁPIDOS DO QUE O PACIENTE QUE FAÇA APENAS UMA VEZ POR SEMANA).
O TRATAMENTO CONSISTE NA INTRODUÇÃO DE AGULHAS FINÍSSIMAS, TOTALMENTE INDOLOR, EM PONTOS DE ACUPUNTURA ESPALHADOS PELO CORPO TODO E, PRINCIPALMENTE, EM PONTOS DO COURO CABELUDO. ESTES ÚLTIMOS AGEM DIRETAMENTE NAS FUNÇÕES DO CÉREBRO, QUE COMANDAM O CORPO TODO.
PARA CRIANÇAS INQUIETAS OU QUE TENHAM MUITO MEDO DE AGULHAS, USO A ACUPUNTURA SEM AGULHAS, NESTA TÉCNICA AO INVÉS DE AGULHAS ESTIMULO OS MESMOS PONTOS, PORÉM COM RAIOS LASER (SOFT LASER) E PRESSÃO DOS DEDOS (MASSAGEM SUAVE SOBRE OS PONTOS SELECIONADOS).
A CRIANÇA ENCARA O TRATAMENTO COMO ALGO AGRADÁVEL, UMA BRINCADEIRA MESMO.
O TRATAMENTO COM ACUPUNTURA NÃO SE RESTRINGE APENAS PARA CRIANÇAS. O ADULTO PODE SE BENEFICIAR MUITO COM ACUPUNTURA, PORÉM DEVIDO AO TEMPO DECORRENTE, SERÁ UM TRATAMENTO MAIS LONGO DO QUE SE TIVESSE INICIADO QUANDO CRIANÇA.


TRATAMENTO NATURAL PARA PARALISIA FACIAL, PARALISIA CEREBRAL, PARALISIA DE PERNAS, PARALISIA DE BRAÇOS, DERRAME CEREBRAL, LESÃO MEDULAR, ALZHEIMER, PARKINSON, PARALISIAS EM GERAL.


--------------------------------------------------------------------------------

ALZHEIMER

DOENÇA QUE LEVA O NOME DE QUEM A DIAGNOSTICOU PELA PRIMEIRA VEZ, LOIS ALZHEIMER, UM PSIQUIATRA E NEUROPATOLOGISTA ALEMÃO QUE, EM 1906, FOI O PRIMEIRO A DESCREVER OS SINTOMAS ASSIM COMO OS EFEITOS NEUROPATOLÓGICOS DA DOENÇA DE ALZHEIMER. É POPULARMENTE CONHECIDA COMO DEMÊNCIA.
ATINGE 1% DA POPULAÇÃO, MAIS COMUM NA FAIXA DE IDADE ACIMA DOS 65 ANOS.
É DEGENERATIVA DAS CÉLULAS CEREBRAIS, AFETANDO TODAS AS FUNÇÕES DO CÉREBRO, TAIS COMO:
- FALA,
- MEMÓRIA,
- RACIOCÍNIO LÓGICO,
- CONFUSÃO MENTAL,
- MUDANÇAS DE HUMOR,
- DESORIENTAÇÃO NO TEMPO E NO ESPAÇO,
- HÁBITOS DE HIGIENE PESSOAL,
- TORNA-SE AGRESSIVO E ANSIOSO,
- ETC.

ESTES SINTOMAS SURGEM TÃO SUTILMENTE QUE, NOS ESTADOS INICIAIS, PASSAM DESAPERCEBIDOS PELAS PESSOAS DE SUA CONVIVÊNCIA.
APENAS QUANDO OS SINTOMAS COMEÇAM A INTERFERIR NAS ATIVIDADES SOCIAIS É LEVADO A TRATAMENTO.
EM ESTÁGIOS MAIS AVANÇADOS O PACIENTE FICA TOTALMENTE DEPENDENTE DOS OUTROS, DEVIDO A DIFICULDADE NAS AVDS (ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA: SE VESTIR, HIGIENE, ALIMENTAÇÃO, ETC.)

SUAS CAUSAS PODEM SER:
- HEREDITARIEDADE ( DESCOBRIU-SE UMA LIGAÇÃO ENTRE O CROMOSSOMA 21 E A DOENÇA DE ALZHEIMER ). NAS FAMÍLIAS QUE TEM ESTA TENDÊNCIA A IDADE DE INCIDÊNCIA FICA ENTRE 35 E 60
- TRAUMATISMO CRANIANO EM PESSOAS ACIMA DOS 50 ANOS, TÃO GRAVE QUE TENHA PERDIDO OS SENTIDOS.

ACUPUNTURA TRATA ESTA PATOLOGIA DE MODO MUITO SATISFATÓRIO. INCICIALMENTE OCORRE UMA PARADA DO AGRAVAMENTO DA DOENÇA, QUE JÁ É UMA VITÓRIA.
COM O DECORRER DO TRATAMENTO OS SINTOMAS REGRIDEM PAULATINAMENTE.


TRATAMENTO NATURAL PARA PARALISIA FACIAL, PARALISIA CEREBRAL, PARALISIA DE PERNAS, PARALISIA DE BRAÇOS, DERRAME CEREBRAL, LESÃO MEDULAR, ALZHEIMER, PARKINSON, PARALISIAS EM GERAL.


--------------------------------------------------------------------------------

PARKINSON

PARKINSON É A DOENÇA QUE ATINGE O SISTEMA NERVOSO CENTRAL, CAUSANDO COMO CARACTERÍSTICA PRINCIPAL, TRANSTORNOS MOTORES (MOVIMENTOS) . AFETA 0,13% DA POPULÇÃO.
A SUA CAUSA, PELA MEDICINA OCIDENTAL, É DEFICIÊNCIA DE DOPAMINA. EXISTEM ALGUMAS TEORIAS DO PORQUE DESTA DEFICIÊNCIA:
- TEORIA DOS RADICAIS LIVRES,
- MITOCÔNDRIAS DA SUBSTÂNCIA NEGRA FUNCIONANDO DE MANEIRA ANORMAL,
- DESEQUILÍBRIO ENTRE OS NEUROTRANSMISSORES EXCITATÓRIOS (COMO O GLUTAMATO) E INIBITÓRIOS (COMO O GABA).
SÃO TEORIAS AINDA EM ESTUDO.

OS SINTOMAS SÃO DE EVOLUÇÃO LENTA:
- TREMOR,
- ALTERAÇÕES POSTURAIS,
- MEMÓRIA DEFICIENTE,
- RIGIDEZ MUSCULAR,
- SONO IRREGULAR,
- ETC.

ACUPUNTURA TRATA ESTA PATOLOGIA DE MODO MUITO SATISFATÓRIO. INCICIALMENTE OCORRE UMA PARADA DO AGRAVAMENTO DA DOENÇA, QUE JÁ É UMA VITÓRIA.
COM O DECORRER DO TRATAMENTO OS SINTOMAS REGRIDEM PAULATINAMENTE.

A MEDICINA ORIENTAL (ACUPUNTURA) JÁ RECONHECIA ESTA DOENÇA A MILÊNIOS E TRATAVA ESTE MAL, COMO REGISTRADO NA OBRA CHINESA "ORIGINAL THEORY OF MEDICINE - ESCRITO NA DINASTIA MING"



TRATAMENTO NATURAL PARA PARALISIA FACIAL, PARALISIA CEREBRAL, PARALISIA DE PERNAS, PARALISIA DE BRAÇOS, DERRAME CEREBRAL, LESÃO MEDULAR, ALZHEIMER, PARKINSON, PARALISIAS EM GERAL.



--------------------------------------------------------------------------------



AVC - ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL (DERRAME CEREBRAL)

A.V.C. É A DEFICIÊNCIA DO FORNECIMENTO SANGUÍNEO A ALGUMA REGIÃO DO CÉREBRO, CAUSANDO ASSIM, A MORTE OU DEGENERAÇÃO DESTA REGIÃO COMPROMETIDA. COMO O CÉREBRO É O ÓRGÃO QUE CONTROLA AS ATIVIDADES CORPORAIS, ESTA FALÊNCIA RESULTARÁ EM PROBLEMAS COMO, HEMIPLEGIA (PARALISIA DE UM LADO DO CORPO), PARALISIA FACIAL, ETC.
É CONSIDERADO EMERGÊNCIA E O PACIENTE DEVE SER ENCAMINHADO PARA O HOSPITAL MAIS PRÓXIMO TÃO LOGO SEJA NOTADO OS SINAIS CARACTERÍSTICOS.
QUANTO ANTES INICIAR O TRATAMENTO, MAIS RÁPIDO E MELHORES RESULTADOS SERÃO OBTIDOS. O IDEAL É DAR INÍCIO AO TRATAMENTO COM ACUPUNTURA MESMO NO ESTÁGIO QUE O PACIENTE ESTEJA INTERNADO. OCORRENDO EM PARALELO COM A ALOPATIA, POIS UM NÃO INTERFERE NO OUTRO, MAS SIM SE SOMAM. O TRATAMENTO COM ACUPUNTURA RESULTA EM ÓTIMOS BENEFÍCIOS AO PACIENTE QUE SOFREU AVC.


OS DERRAMES SÃO DE DOIS TIPOS:
- ISQUÊMICO: QUANDO O SANGUE NÃO CHEGA A ALGUMA REGIÃO DO CÉREBRO DEVIDO OBSTRUÇÃO NO VASO QUE O IRRIGARIA. OCORRE DEVIDO A EMBOLIA OU TROMBOSE ARTERIAL (COÁGULOS DE SANGUE)

- HEMORRÁGICO: ESTE AVC OCORRE DEVIDO HEMORRAGIA LOCAL, OCASIONANDO AUMENTO DA PRESSÃO INTRACRANIANA. ESTE AUMENTO DA PRESSÃO, AFETARÁ ÁREAS DO CÉREBRO IMPORTANTES NA MANUTENÇÃO DA MOTRICIDADE, SENSIBILIDADE E OUTRAS ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA..
ESTE TIPO DE AVC OCORRE EM PACIENTES COM HIPERTENSÃO ARTERIAL, QUE TENHAM HISTÓRIA DE DIFICULDADE NA COAGULAÇÃO SANGUÍNEA ( HEMOFILIA, DIMINUIÇÃO DAS PLAQUETAS, ETC), COM ANEURISMA CEREBRAL ( MÁ FORMAÇÃO CONGÊNITA EM VASOS SANGUÍNEOS CAUSANDO DILATAÇÃO COM PAREDES MUITO FINAS QUE SE ROMPEM A QUALQUER PRESSÃO).

SEQUELAS DO DERRAME CEREBRAL
COMO O CÉREBRO FICA COM ALGUMAS ÁREAS AFETADAS, SURGEM SEQUELAS RELACIONADAS A ESTAS ÁREAS. AS MAIS COMUNS SÃO:
- HEMIPLEGIA (PARALISIA DE UM LADO DO CORPO),
- DEFORMIDADES NOS MEMBROS (DEVIDO A PARALISIA),
- DORES DIFUSAS PELO CORPO,
- COMPLICAÇÕES PULMONARES,
- PARALISIA FACIAL,
- ALTERAÇÃO DA SENSIBILIDADE,
- ETC.

CASOS DE AVC TRATADOS COM ACUPUNTURA


TRATAMENTO NATURAL PARA PARALISIA FACIAL, PARALISIA CEREBRAL, PARALISIA DE PERNAS, PARALISIA DE BRAÇOS, DERRAME CEREBRAL, LESÃO MEDULAR, ALZHEIMER, PARKINSON, PARALISIAS EM GERAL.


--------------------------------------------------------------------------------



LESÃO MEDULAR

O CÉREBRO COMANDA TODAS ATIVIDADES DO NOSSO CORPO, ENVIANDO E RECEBENDO INFORMAÇÕES PELOS NEURÔNIOS (NERVOS). DESTA FORMA O CÉREBRO SABE QUE NOSSOS PÉS ESTÃO PISANDO NA AREIA QUENTE, ATRAVÉS DA INFORMAÇÃO QUE RECEBEU ATRAVÉS DE NERVOS SENSITIVOS E ORDENA QUE O CAMINHAR PASSE A SER CORRIDA (PARA ALCANÇAR MAIS RÁPIDO A ÁGUA DO MAR). ESTA ÓRDEM CHEGA AOS MÚSCULOS ATRAVÉS DOS NERVOS MOTORES.
TODOS OS NERVOS PASSAM POR UM "CONDUITE", UM CANAL EXISTENTE NO INTERIOR DA COLUNA VERTEBRAL.
SAEM DO CÉREBRO, PASSAM POR DENTRO DA COLUNA VERTEBRAL E SAEM DESTA, PARA IR AO SEU DESTINO, OU PÉS, MÃOS, ALGUM ÓRGÃO, ETC.
A LESÃO MEDULAR É A INTERRUPÇÃO DESTE TRAJETO EM ALGUM NÍVEL DA COLUNA VERTEBRAL.
OS NERVOS QUE VÃO PARA AS MÃOS SAEM DE DENTRO DA COLUNA NO NÍVEL TORÁCICO CERVICAL, JÁ OS NERVOS QUE VÃO PARA AS PERNAS SAEM DA COLUNA NA REGIÃO LOMBAR.
ENTÃO, SE A RUPTURA OCORRER NA REGIÃO LOMBAR NÃO AFETARÁ EM NADA OS NERVOS DAS REGIÕES MAIS SUPERIORES DO CORPO, POIS ESTES SAÍRAM DA COLUNA EM NÍVEIS ANTERIORES.
QUANTO MAIS ALTO O NÍVEL DA LESÃO, MAIS COMPROMETIMENTOS HAVERÁ, POIS HAVERÁ INTERRUPÇÃO DA COMUNICAÇÃO ABAIXO DA LESÃO.

AS LESÕES PODEM SER TRAUMÁTICA, QUANDO OCORRE UM ACIDENTE FRATURANDO A COLUNA E CONSEQUENTE RUPTURA DA MEDULA, OU NÃO TRAUMÁTICAS, QUANDO EXISTE UMA DOENÇA NA MEDULA, AFETEANDO SEU FUNCIONAMENTO ADEQUADO, COMO POR EXEMPLO UM TUMOR NA COLUNA.
OS COMPROMETIMENTOS CORPORAIS SÃO VÁRIOS, DEPENDENDO DA ALTURA DA LESÃO: PARALISIAS, DEFICIÊNCIA NO CONTROLE DAS NECESSIDADES DE DEFECAR E URINAR, SEXUALIDADE, RESPIRAÇÃO ( QUANDO A LESÃO É ALTA OCORRE A IMPOSSIBILIDADE DE RESPIRAR SEM AJUDA DE APARELHOS), ETC


UM ASSUNTO QUE MEUS PACIENTES SEMPRE ME PERGUNTAM É SOBRE A SEXUALIDADE. A EREÇÃO OCORRE DEVIDO AO ENCHIMENTO INTERNO DO ÓRGÃO SEXUAL COM SANGUE. ESTE SANGUE SOMENTE ENCHERÁ O ÓRGÃO SEXUAL QUANDO HOUVER UMA ORDEM PARA QUE ISTO OCORRA. ESTA ORDEM PODE SER DE DUAS MANEIRAS:
- DE FORMA REFLEXA: QUANDO O ÓRGÃO SEXUAL É TOCADO HAVERÁ UMA PASSAGEM DESTE ESTÍMULO DO ÓRGÃO ATÉ A COLUNA NO NÍVEL DO SACRO ( 2º, 3º E 4º VÉRTEBRAS SACRAIS). ESTA FORMA DE EREÇÃO INDEPENDE DO CÉREBRO.
- DE FORMA PSICOGÊNICA: OS ESTÍMULOS PARTIRÃO DO CÉREBRO, DESENCADEADOS POR PENSAMENTOS ERÓTICOS, VISÃO, TATO, OLFATO OU SONS. ESTES ESTÍMULOS DESCERÃO PELA MEDULA E DELA SAIRÃO ENTRE A COLUNA TORÁCICA E A LOMBAR ( ENTRE A 11º, 12º VÉRTEBRAS TORÁCICAS E 1º E 2º VÉRTEBRAS LOMBARES). ENTÃO, CASO HAJA UMA LESÃO ACIMA DESTE NÍVEL, HAVERÁ COMPROMETIMENTO SEXUAL.


FELIZMENTE ACUPUNTURA TEM OFERECIDO RESULTADOS MUITO SATISFATÓRIOS EM TODOS OS CASOS DE LESÃO MEDULAR.
OS RESULTADOS COM O TRATAMENTO POR ACUPUNTURA VARIAM DE INTENSIDADE EM CADA PACIENTE. ALGUNS CONSEGUEM FICAR EM PÉ E ATE´ SE LOCOMOVER APÓS O TRATAMENTO, QUANDO ANTES USAVAM CADEIRA DE RODAS. OUTROS CONSEGUEM APENAS MEXER OS PÉS. A VOLTA DA SENSIBILIDADE É CONSEGUIDA EM MUITOS CASOS.
O CONTROLE DA DEFECAÇÃO E DO ATO DE URINAR TAMBÉM É CONSEGUIDO EM VÁRIOS PACIENTES.
QUANTO ANTES INICIAR O TRATAMENTO, MAIS RÁPIDO E MELHORES RESULTADOS SERÃO OBTIDOS. O IDEAL É DAR INÍCIO AO TRATAMENTO COM ACUPUNTURA MESMO NO ESTÁGIO QUE O PACIENTE ESTEJA INTERNADO. OCORRENDO EM PARALELO COM A ALOPATIA, POIS UM NÃO INTERFERE NO OUTRO, MAS SIM SE SOMAM. O TRATAMENTO COM ACUPUNTURA RESULTA EM ÓTIMOS BENEFÍCIOS AO PACIENTE QUE SOFREU A LESÇÃO MEDULAR.


TRATAMENTO NATURAL PARA PARALISIA FACIAL, PARALISIA CEREBRAL, PARALISIA DE PERNAS, PARALISIA DE BRAÇOS, DERRAME CEREBRAL, LESÃO MEDULAR, ALZHEIMER, PARKINSON, PARALISIAS EM GERAL.


--------------------------------------------------------------------------------

TRATAMENTO COM ACUPUNTURA NOS PROBLEMAS NEUROLÓGICOS
(PARALISIAS, DERRAME CEREBRAL, LESÃO MEDULAR, ALZHEIMER, PARKINSON, ETC.)

OS PROBLEMAS NEUROLÓGICOS SEMPRE EXISTIRAM E, NA CHINA, JÁ ERAM TRATADOS COM SUCESSO HÁ MILÊNIOS PELOS ACUPUNTURISTAS.
O SUCESSO DO USO DE ACUPUNTURA NO TRATAMENTO DE PROBLEMAS NEUROLÓGICOS DEVE-SE AO FATO DE QUE ESTA TÉCNICA TRABALHA COM ENERGIA (ELETRICIDADE DO NOSSO CORPO) E OS IMPULSOS NEUROLÓGICOS USAM TAMBÉM ESTA ELETRICIDADE.
QUANDO ESTIMULAMOS UM PONTO DE ACUPUNTURA, DE ALGUMA FORMA, COM OU SEM AGULHAS (COM RAIOS LASER), ESTAMOS EQUILIBRANDO A ELETRICIDADE DO NOSSO CORPO QUE FOI ALTERADA POR DOENÇA OU ACIDENTE. O EQUILÍBRIO DESTA ENERGIA FAZ COM QUE HAJA MELHOR ATIVIDADE BIOQUÍMICA NO NOSSO ORGANISMO.
NO CASO ESPECÍFICO DE PROBLEMAS NEUROLÓGICOS, ONDE GERALMENTE ESTÁ ASSOCIADO TRAUMATISMO EM NEURÔNIOS, DIFICULTANDO A SINAPSE ENTRE OS VÁRIOS SEGMENTOS DO NOSSO CORPO, BLOQUEANDO A COMUNICAÇÃO DO CÉREBRO COM ALGUMA(S) REGIÃO(ÕES) DO CORPO. A ACUPUNTURA AJUDA A MELHORAR ESTA COMUNICAÇÃO, CLARO QUE DE MODO PROGRESSIVO E LENTO.
O TRATAMENTO COM ACUPUNTURA EM PROBLEMAS NEUROLÓGICOS É LENTO. DEMORANDO DE ALGUNS MESES ATÉ ALGUNS ANOS.
DEPENDENDO DO CASO PODE NÃO OCORRER CURA TOTAL, COMO POR EXEMPLO EM CASOS DE TETRAPLEGIA. MAS O PACIENTE QUE INICIALMENTE NÃO MOVIA NEM PERNAS NEM BRAÇOS OU MÃOS, CONSEGUINDO VOLTAR A TER MOVIMENTO DE BRAÇOS E MÃOS JÁ É SATISFATÓRIO.
NOS TRATAMENTOS REALIZADOS SEMPRE NOTO MELHORA EM RELAÇÃO OU ESTADO INICIAL.
QUANTO ANTES O PACIENTE INICIAR O TRATAMENTO MELHORES RESULTADOS. O IDEAL É O INICÍO OCORRER NO ESTADO EM QUE O PACIENTE AINDA ESTA INTERNADO APÓS A OCORRÊNCIA DO ACIDENTE.
PACIENTES COM O PROBLEMA A ANOS, QUE JÁ TENHAM INSTALADAS VÁRIAS SEQUELAS E RESOLVEREM INICIAR O SEU TRATAMENTO COM ACUPUNTURA, TAMBÉM OBTERÃO BENEFÍCIOS COM ESTE TRATAMENTO. PORÉM COM MAIOR TEMPO DE TRATAMENTO. POIS QUANTO MAIS TEMPO DECORRER DO ACIDENTE ATÉ O INÍCIO DO TRATAMENTO MAIS DEMORADO SERÁ O TRATAMENTO.


--------------------------------------------------------------------------------

COMPROVAÇÃO CIENTÍFICA:
NA DÉCADA DE 70 SURGIRAM OS PRIMEIROS TRABALHOS RECONHECENDO QUE A ACUPUNTURA ESTIMULA A LIBERAÇÃO DE ENDORFINAS, SUBSTÂNCIAS NEUROHUMORAIS COM EFEITO ANALGÉSICO. INCENTIVANDO, ASSIM, VÁRIOS PESQUISADORES A INVESTIR NA COMPROVAÇÃO CIENTÍFICA DA EFICÁCIA DA ACUPUNTURA.
NESTES QUASE TRINTA ANOS FORAM REALIZADOS TRABALHOS COMPROVANDO SUA EFICIÊNCIA NO TRATAMENTO DE INÚMERAS DORES, REGENERAÇÃO NERVOSA, SEQÜELAS DE ACOMETIMENTOS DO SISTEMA NERVOSO E CLARO EM MUITOS OUTROS PROBLEMAS TANTO NEUROLÓGICOS COMO DE OUTRAS ÁREAS.
ALGUNS PESQUISADORES QUE COMPROVARAM A EFETIVIDADE DO USO DE ACUPUNTURA EM PROBLEMAS NEUROLÓGICOS:
- NAESER ET AL. (1992),
- JOHANSSON ET AL. (1993),
- SÄLLSTRÖM ET AL. (1996),
- ETC:
NA DÉCADA DE 70 SURGIRAM OS PRIMEIROS TRABALHOS RECONHECENDO QUE A ACUPUNTURA ESTIMULA A LIBERAÇÃO DE ENDORFINAS, SUBSTÂNCIAS NEUROHUMORAIS COM EFEITO ANALGÉSICO. INCENTIVANDO, ASSIM, VÁRIOS PESQUISADORES A INVESTIR NA COMPROVAÇÃO CIENTÍFICA DA EFICÁCIA DA ACUPUNTURA.
NESTES QUASE TRINTA ANOS FORAM REALIZADOS TRABALHOS COMPROVANDO SUA EFICIÊNCIA NO TRATAMENTO DE INÚMERAS DORES, REGENERAÇÃO NERVOSA, SEQÜELAS DE ACOMETIMENTOS DO SISTEMA NERVOSO E CLARO EM MUITOS OUTROS PROBLEMAS TANTO NEUROLÓGICOS COMO DE OUTRAS ÁREAS.
ALGUNS PESQUISADORES QUE COMPROVARAM A EFETIVIDADE DO USO DE ACUPUNTURA EM PROBLEMAS NEUROLÓGICOS:
- NAESER ET AL. (1992),
- JOHANSSON ET AL. (1993),
- SÄLLSTRÖM ET AL. (1996),
- ETC

ok  (+ info)

O que é Paralisia Facial de Bell?


O nervo facial é formado por duas raízes que seguem juntas por longo trajeto dentro do cânio: a) o nervo facial propriamente dito, que corresponde à raiz motora responsável pela inervação dos músculos da mímica facial e do músculo estapédio (relacionado com a audição); e b) o nervo intermediário de Wrisberg, que é composto por fibras sensitivas somáticas (controlam a sensibilidade de parte do pavilhão auricular), fibras sensitivas especiais (controlam a gustação dos dois terços anteriores da língua) e fibras do sistema nervoso autônomo (controlam as glândulas lacrimais e salivares).
Uma lesão do nervo facial manifesta-se por paralisia dos músculos da mímica facial em uma hemiface com incapacidade para enrugar a fronte, fechar completamente o olho, sorrir, bochechar, assoviar. Observa-se, ainda, desvio da comissura labial para o lado contrário à lesão, apagamento dos sulcos da hemiface comprometida e lacrimejamento contínuo. Na dependência do local da lesão do nervo facial, alterações da gustação, audição (os sons parecem mais altos no lado comprometido), e salivação podem ser encontradas.
As lesões do nervo facial podem ser congênitas ou adquiridas
Paralisia de BELL
Incidência
Estimada em 15-40 casos novos/100 000 habitantes/ano. O número de casos aumenta com a idade. Quanto ao sexo, entre 10 e 20 anos é mais comum no sexo feminino e, após os 40 anos, mais comum no sexo masculino.
Causa
Não se conhece bem a causa, mas acredita-se que possa estar relacionada com uma infecção viral do nervo facial.
Fatores de Risco
Gestantes e diabéticos apresentam risco aumentado para paralisia de Bell. Cerca de 10% dos pacientes têm história familiar positiva.
Evolução
O início é súbito e a doença progride durante os primeiros 14 dias, sendo que o déficit máximo é atingido nos quatro primeiros dias. Referência de dor atrás da orelha ou na frente da orelha no início do quadro é freqüente. Algumas pessoas referem sensação de dormência na hemiface comprometida. A paralisia facial é unilateral na maioria das vezes, mas, em 10 por cento dos casos, é bilateral. Em 60 por cento a 80 por cento, a recuperação é completa e, em sete por cento dos casos, a paralisia facial é recorrente.
Prognóstico
Menor idade, fraqueza incompleta dos músculos acometidos, início da recuperação entre 10 e 21 dias e ausência de doenças sistêmicas (como diabetes) são fatores que favorecem um bom prognóstico (recuperação completa).
Diagnóstico
O diagnóstico é baseado em critérios clínicos. Deve-se pesquisar história de trauma, infecções do ouvido, cirurgia otológica ou na glândula parótida. A presença de sinais de envolvimento de vias centrais como hemiparesia (dificuldade de movimento em um lado do corpo), ataxia (déficit de equilíbrio e incoordenação), comprometimento de outros nervos cranianos ou o achado de vesículas no pavilhão auricular ou cavidade oral remete a outros diagnósticos.
Exames Complementares
Os pacientes que apresentam perda auditiva neurossensorial nas fases iniciais ou aqueles que não mostram sinais de recuperação em três meses devem ser submetidos a estudo por ressonância magnética ou tomografia computadorizada de crânio.
Tratamento
O tratamento da paralisia de Bell não está estabelecido, mas estudos sugerem que, em pacientes adultos, o uso de corticosteróides associado a aciclovir está relacionado com melhor recuperação funcional. Este tratamento deve ser instituído nos primeiros sete dias do quadro, sendo os melhores resultados observados quando iniciado até o 4° dia.
Medidas preventivas para lesão de córnea, como uso de colírios (lágrima artificial) para evitar ressecamento do olho e aplicações de pomadas oftálmicas apropriadas à noite com oclusão do olho acometido são fundamentais. Em caso de dor ocular ou sinais de irritação está indicada uma avaliação oftalmológica de urgência para afastar úlcera de córnea.
O real valor da fisioterapia pode não ter sido demonstrado em vários estudos, mas parece ter efeito benéfico no sentido de evitar deformidades e manter a flexibilidade e a elasticidade muscular durante o período de paralisia. Exercícios específicos podem ser indicados quando se observa esboço de movimento da musculatura envolvida. Eles não interferem na velocidade de recuperação, mas podem melhorar a função. A Figura 1 demonstra exemplos de exercícios faciais que podem ser feitos enquanto durar a paralisia. O uso de órtese (buco-auricular) pode, também, ser medida auxiliar na prevenção de contraturas da musculatura. Quanto à eletroestimulação, não existe comprovação científica de sua eficácia como método de tratamento.
Seqüelas
Em casos com recuperação incompleta, podemos encontrar os seguintes sinais residuais: fraqueza da musculatura da mímica facial (30%), contraturas com acentuação de sulcos (20%), sincinesias (movimentos involuntários que ocorrem num grupo de músculos quando outro se contrai voluntariamente) e lágrimas de crocodilo decorrentes de reinervação anômala (50% e 6% respectivamente).  (+ info)

Quais são os sintomas de paralisia facial???


INTRODUÇÃO
►A paralisia facial periférica é a neuropatia craniana aguda mais comum. Seus sintomas freqüentemente são muito chamativos e assustadores para o paciente, em contraste com o curso clínico favorável.

►Existem duas formas: idiopática e sintomática. Entre as formas idiopáticas, a paralisia de Bell é a mais freqüente e corresponde à lesão de natureza incerta, provavelmente viral, no trajeto proximal do nervo facial próximo à saída do forame estilomastóide. O prognóstico é bom na maioria dos casos. Mais de 50% dos pacientes se recuperam por completo em poucas semanas. Quase 40% têm recuperação quase completa, com mínimas seqüelas e apenas 5 a 10% apresentam resultado ruim, com seqüelas graves.

►A forma sintomática, causada por trauma, tumores comprimindo o nervo facial e outras doenças é incomum.

►A exploração eletrofisiológica nos permite avaliar o estado funcional do nervo, a natureza da lesão, sua intensidade e prognóstico. Revisaremos as técnicas utilizadas para a avaliação neurofisiológica do nervo facial.

ANATOMIA
►O nervo facial tem um trajeto complexo e tortuoso, fato que o torna vulnerável à lesões. Podemos dividir seu trajeto em intracraniano e extracraniano.

►O nervo facial é um nervo misto, com fibras motoras, sensoriais e autonômicas. As fibras motoras originam-se do núcleo motor do nervo facial no tegmento da ponte. Suas fibras contornam o núcleo do nervo abducente (colículo facial) e dirigem-se para o ângulo cerebelo-pontino saindo do tronco cerebral pelo sulco bulbo-pontino.

►As fibras parassimpáticas originam-se do núcleo salivatório superior e as fibras sensoriais para a gustação dos 2/3 anteriores da língua terminam no núcleo do trato solitário.

►Ao penetrar no meato acústico interno, o nervo facial tem um trajeto tortuoso no interior da porção petrosa do osso temporal. O trajeto intrapetroso divide-se em três partes: labiríntico, timpânico e mastóideo.

►O nervo facial sai do crânio pelo forame estilomastóide para inervar mais de 20 músculos da face. Dentro da glândula parótida o nervo facial divide-se em 5 ramos: temporal, zigomático, bucal, mandibular e cervical.

►As fibras parassimpáticas unem-se com as fibras motoras para formar o nervo intermédio. Este, através do nervo petroso maior se dirige ao gânglio pterigopalatino para inervar as glândulas lacrimais e da mucosa nasal e através do nervo corda do tímpano se dirige ao gânglio submandibular para inervar as glândulas submandibulares e sublinguais.

►As fibras sensoriais são de dois tipos: cutaneomucosas e gustativas. As primeiras são responsáveis pela sensibilidade somática da face externa da membrana timpânica, do conduto auditivo externo e da região posterior do pavilhão auricular. As segundas são responsáveis pela gustação dos 2/3 anteriores da língua.

ETIOLOGIA
►Na paralisia facial periférica, a localização intrapetrosa é a habitual, onde se incluem causas idiopáticas, otite média, infecções virais (herpes simples e herpes zoster) e tumores do ângulo cerebelo-pontino.

►As causas centrais de paralisia facial podem ser diferenciadas das periféricas por meios semiológicos. Abaixo resumimos as principais causas de paralisia do nervo facial:

Perinatais
Uso de fórceps
Distrofia miotônica
Síndrome de Mobius
Traumatismo
Fraturas da base do crânio
Lesões penetrantes do ouvido médio
Barotrauma
Neurológicas centrais
lesões do opérculo (vasculares, tumorais, infecciosas)
lesões da capsula interna e tronco cerebral
Infecciosas
otite média ou externa
mastoidite
virus hérpes simples
vírus varicela zoster
parotidite
lepra
tuberculose
HIV
difteria
tétano
doença de Lyme
Inflamatórias
sarcoidose
amiloidose
vasculites
poliradiculoneuropatia inflamatória desmielinizante aguda (Guillain-Barré e crônica (CIDP).
Metabólicas
diabetes
hipertireoidismo
gravidez
porfiria aguda
hipovitaminose A
Neoplásicas
tumores de parótida
colesteatoma
neurinoma de nervo facial
neurinoma de acústico
leucemia
tumor do glômus da jugular
meningioma
sarcoma
teratoma
Tóxicas
talidomida (síndrome de Mobius)
etilenoglicol
álcool
arsênico
monóxido de carbono
Iatrogênicas
anestesia com bloqueio mandibular
cirurgia de parótida e mastóide
soro antitetânico
vacina antirabica
Idiopática
paralisia de Bell
BASES NEUROFISIOLÓGICAS
► Os três tipos fisiopatológicos de lesão são: neuropraxia, axonotmese e neurotmese.

►A neuropraxia caracteriza-se pela perda de continuidade da transmissão do impulso nervoso sem causa orgânica aparente. Geralmente associada com desmielinizacão segmentar. Seu prognóstico é excelente e a recuperação completa ocorre em poucas semanas.

►A axonotmese consiste em perda de axônios de intensidade variável. O nervo facial possui uma estrutura anatômica peculiar que o diferencia da maioria dos outros nervos do organismo, ou seja, sua estrutura monofascicular. Isto obriga, em caso de ruptura do endoneuro (axonotmese), uma regeneração sem um trajeto definido. Isto dá origem às chamadas sincinesias ou espasmos hemifaciais, onde vários músculos da hemiface se contraem sincronicamente durante os movimentos voluntários. Isto pode ser bastante limitante para o paciente.

►A neurotmese consiste na transecção total do nervo, bastante infreqüente no nervo facial, ocorrendo principalmente em lesões traumáticas severas ou durante cirurgias da face ou menos freqüentemente otológicas e intracranianas. Está associada com pobre prognóstico e tem indicação de anastomose cirúrgica.

►O nervo facial também está envolvido numa série de mecanismos reflexos, entre eles o mais importante é o reflexo do piscamento (córneo-palpebral). Nele ocorre o piscamento reflexo bilateral mediante o estimulo das fibras do nervo trigêmio na córnea de um dos olhos. A via aferente é o ramo oftálmico do nervo trigêmio e a via eferente é o nervo facial.

►Em neurofisiologia clínica se utiliza da estimulação do ramo supra-orbitário do nervo oftálmico (V1) para a obtenção do reflexo do piscamento (Blink Reflex). O impulso elétrico chega ao núcleo principal do trigêmio ipsilateral no tronco encefálico, de onde partem dois circuitos: O primeiro trafega pelo nervo facial e provoca uma resposta motora facial ipsilateral que evoca uma resposta eletrofisiológica chamada de R1. O segundo cruza a linha média atingindo a formação reticular do bulbo e fazendo conexão com o núcleo do facial contralateral, desencadeia a contração facial bilateral evocando uma resposta eletrofisiológica conhecida como R2. Portanto, a resposta R1 é ipsilateral e a R2 é bilateral.

AVALIAÇÃO ELETROFISIOLÓGICA
►A avaliação eletrofisiológica do nervo facial consiste na realização do estudo da condução nervosa, da eletromiografia de agulha e no estudo do reflexo do piscamento.

►A condução nervosa do nervo facial pode ser obtida estimulando-se o nervo anteriormente ao lobo da orelha e registrando a resposta nos músculos faciais correspondentes.

►O estímulo deve ser supramáximo, ou seja, o suficiente para evocar uma resposta (potencial de ação motor) com amplitude máxima. Valorizamos a amplitude e as diferenças de latência entre os dois lados.

►A ausência de resposta indica lesão grave com provável neurotmese e pobre prognóstico. A diminuição da amplitude comparada com o lado normal indica perda axonal (axonotmese) e o prognóstico depende da quantidade de fibras que foram lesadas.

►Amplitudes no lado afetado menores que 10% das amplitudes do lado normal indicam lesão severa e resultam em seqüelas moderadas a graves. Perdas de amplitude entre 10 a 30% indicam lesão moderada e algum tipo de seqüela pode ser esperada. Amplitudes maiores que 30% indicam boa recuperação, apesar da presença de alguma lesão axonal.

►Se a condução nervosa for normal após 8 a 10 dias (período em que inicia a degeneração walleriana), podemos considerar neuropraxia como o provável mecanismo e o prognóstico será excelente.

►Portanto, para fins prognósticos, é importante que o estudo neurofisiológico seja realizado após a segunda semana do início dos sintomas.

►Uma outra forma de avaliar o prognóstico é através do teste de excitabilidade do nervo facial. Nesse teste controverso, avalia-se a intensidade mínima de estímulo para desencadear uma contração do nervo facial, comparando sempre os dois lados. Em condições normais, a diferença de intensidade de estímulo não pode ser maior que 2 mA entre os dois lados. Diferenças maiores que 10 mA estão associadas a mau prognóstico.

►A EMG de agulha dos músculos faciais (frontal, orbicular do olho, orbicular da boca) completa o diagnóstico. Em combinação com a condução nervosa, permite diferenciar os mecanismos de lesão e indicar um prognóstico.

►Os primeiros sinais de desnervação ocorrem após duas semanas do início dos sintomas através do surgimento das ondas agudas positivas e fibrilações. Estão presentes nos casos de lesão axonal importante (axonotmese e neurotmese) e indicam prognóstico mais reservado. Deve-se ressaltar que nos casos de neuropraxia pura, não se registra potenciais de desnervação.

►Na avaliação dos potenciais de unidade motora com o músculo em movimento devemos prestar atenção na amplitude, duração e no recrutamento das unidades motoras. O recrutamento estará diminuído já nas fases iniciais da lesão, tanto na neuropraxia como na axonotmese. Já a amplitude e a duração dos PUM’s apenas aumentam na fase crônica das lesões axonais, após dois a três meses de lesão.

Resumindo

►Nos primeiros 14 dias após o início dos sintomas, o estudo eletrofisiológico não permite a diferenciação entre os mecanismos de lesão.

►Na condução nervosa, devemos esperar pelo menos 10 dias para que a degeneração walleriana possa ocorrer e assim possamos diferenciar entre neuropraxia (desmielinização segmentar) e axonotmese (perda axonal).

►Na neuropraxia as amplitudes dos potenciais de ação motores dos nervos faciais estarão preservadas. O prognóstico é excelente.

►Na axonotmese, a amplitude do potencial motor estará diminuída. O prognóstico depende o grau de diminuição da amplitude.

►Na EMG de agulha, pelo menos 14 dias devem ser aguardados para o surgimentos dos primeiros potenciais de desnervação (ondas agudas positivas e fibrilações). Quando presentes indicam degeneração axonal e estão associados à pior prognóstico. Quando ausentes na fase aguda (entre 15 e 60 dias), sugerem neuropraxia e melhor prognóstico.

►Nas lesões axonais crônicas com reinervação eficiente, observamos a presença de potenciais de unidade motora de alta amplitude e longa duração. Isso ocorre após dois a três meses da lesão.

►Finalmente, o reflexo do piscamento pode ser usado para a avaliação dos pacientes com paralisia facial.

►Nas lesões puras do nervo facial as resposta R1 e R2 ipsilaterais estarão ausentes e a resposta R2 contralateral estará preservada. Não é um bom parâmetro para definir o prognóstico.

►Para a avaliação prognostica recomendamos realizar o estudo eletrofisiológico do nervo facial no começo da terceira semana após o início dos sintomas e repetir em 3 meses e após um ano. Nenhuma recuperação pode ser esperada após 2 a 3 anos da lesão.

BIBLIOGRAFIA
PARDAL-FERNANDEZ, J.M.; GARCÍA-ALVAREZ, G.; JEREZ-GARCÍA, P.; MARCO-GINER, J.; ALMODÓVAR-ALVAREZ, C. Parálisis facial periférica. Utilidad de la neurofisiología clínica. Rev. Neurol. 2003; 36: 991-96.
OH, SJ Clinical Electromyography: Nerve Conduction Studies. 3th ed. LWW.



[EMG LAB] [Corpo Clínico] [Serviços] [Convênios Atendidos] [Dúvidas Frequentes] [Nossos Preços] [EMG LAB News] [Dicas Neuromusculares] [Revisões] [Condução Nervosa] [EMG de Agulha] [Radiculopatias] [Neuropatias de Mediano] [Neuropatias de Radial] [Trauma de Nervos] [Biópsia de Nervos] [Segurança em EMG] [Paralisia Facial] [Dças do Neurônio Motor] [Miopatias Miotônicas] [Neuropatias de Ulnar] [Artigos] [Neurologia] [Links Interessantes] [Intranet] [Endereço] [Fale Conosco]  (+ info)

Qual a causa de uma paralisia facial?


O nervo facial, VII par craniano, é responsável pelos movimentos da face, ou seja, da mímica facial, e quando lesado cessa os movimento musculares da hemiface afetada desde o supercílio até a boca. Dentre as causas da paralisia facial, temos: idiopática, traumática, infecciosa, neoplasia, metabólica, congênita, vascular e tóxica. Devemos saber diferenciar as paralisias das parestesias, sendo a última, descrita como sensações estranhas de "formigamento" na área compreendida pelo nervo afetado. A paralisia facial ocorre quando há compressão do nervo facial, por algum processo mórbido qualquer, na região parotídea, sendo esta lesão homolateral, ou seja, o lado afetado será o lado onde estiver a lesão.
O paciente afetado pela paralisia facial apresenta assimetria da face, tendo a hemiface paralisada. O olho do lado afetado está mais aberto, sendo incapaz de fecha-lo, a comissura labial está repuxada assobiar. A sintomatologia apresentada é de perda de sensibilidade no lado afetado e perda dos movimentos musculares do lado afetado da face.
Antes de iniciarmos o tratamento devemos analisar primeiramente a etiologia da paralisia facial, pois, se estivermos diante de uma infecção, provavelmente ministraremos antibióticos ou antivirais, para tratamento inicial.

Em casos de compressão do nervo facial por edema pós-trauma (paralisia facial traumática), iremos aguardar para que os movimentos voltem gradativamente, não tendo êxito, usaremos corticóides (prenidsona). Outra opção, seria a descompressão cirúrgica.  (+ info)

Goataria de saber sobre tratamentos em Paralisia facial Periférica com o tratamento da estimulação elétrica


Primeiro é necessário verficar qual o tipo de paralisia facial.Existem várias....

A estimulação elétrica é contraindicada, principalmente nas fases iniciais do quadro, uma vez que favorece o crescimento rápido do nervo, sem formar bainha normal. Assim, as fibras nervosas sem crescimento organizado podem levar à sincinesias e espasmos musculares.

Se for paralisia de Bell....

Não existe um tratamento específico para a paralisia de Bell. Alguns médicos acreditam que corticosteróides (p.ex., prednisona) devem ser administrados antes do segundo dia após o surgimento dos sintomas e a sua administração deve ser continuada por uma a duas semanas. Não foi demonstrado que esse tratamento é eficaz no controle da dor ou que ele melhora as possibilidades de recuperação. Se a paralisia dos músculos faciais impedir o fechamento completo do olho, deve-se evitar o seu ressecamento. É recomendada a utilização de colírios lubrificantes, utilizados em intervalos de poucas horas e pode ser necessário o uso de um tampão ocular. Nos indivíduos com paralisia grave, a massagem dos músculos enfraquecidos e a estimulação dos nervos podem ajudar a evitar a contratura dos músculos faciais. Se a paralisia persistir por seis a doze meses ou mais, o cirurgião pode tentar o enxerto de um nervo são (habitualmente retirado da língua) no músculo facial paralisado.


Abraços  (+ info)

Gostaria de saber tratamento de fisioterapia para paralisia facial devido uma anestesia dentária?


Fiz uma cirurgia para extração do dente de ciso que estava incluso, ja faz um mês e sinto que a anestesia no lábio inferior do lado direito ñ passou, como deve ser o tratamento da fisioterapeuta comigo? Gostaria de ficar por dentro deste tratamento. Obrigada...!!!
----------

Como a colega escreveu...não parece ser paralisia fascial...mas, como sabe-se que paralisia fascial ocorre quando um agente entra no ducto auditivo e causa inflamação dos nervos que chegam para inervar os mm (músculos) da face..talvês a anestesia tenha sido aplicada num ramo de algum nervo facial e provocado essa inflamação. A fisioterapeuta deve aplicar Ultra som(que têm efeito de anti-inflatório local..ele é como um rolinho com cabeçote de alumínio que ela vai passar e vc não vai sentir nada, além do geladinho do gel)... além de gelo que também tem ação de antiinflatório..e para excitar os músculos para voltarem a contrair, usará eletroterapia, que são choquinhos nos músculos paralisados.
espero tê-lo ajudado.  (+ info)

O que é ou qual a diferença de Ortopedia Facial e Ortodontia Facial?


Qria saber a Diferença ou se é a msm coisa.
Pois fui aconselhado em fazer uma correção no maxilar.
Pq assim : Digamos q o correto é a base dos dentes de cima estar a frente da base dos dentes debaixo. E no meu caso ta ao contrario. Meus dentes de baixo estão a frente do de cima. Dae fico parecendo quexudo, ridiculo. Qria saber é Ortodontia Facial ou Ortopedia Facial ou se os dois sao as msm coisa e principalmente se tem correção pra adultos. Pq li algo a respeito é so em fase de formarçãomaxilar que éaconselhavel.
Grato =D
As respostas até agora foram de mto utilidade. Contudo acho que descobri que tenho msm Macrognatia ou "Falsa Classe III" Irei a um Dentista pra ve se tem correção pra adultos.
----------

A ortopedia, está relacionada com a parte óssea, e a ortodontia, relacionada aos dentes.

Pela sua descrição, seu problema chama MACROGNATIA, e o tratamento escolhido vai depender da sua idade. Existem alguns casos que se resolvem com o uso de aparelhos ortodonticos, em alguns outros, é necessário realizar cirurgia para correção óssea.

Procure um ortodontista e ele lhe dara a melhor opção de tratamento, baseado no seu caso.  (+ info)

Alguém conhece um bom tônico facial e hidratante noturno?


Eu estou procurando um tônico sem álcool e um creme facial noturno, se alguém conhecer bons produtos por favor escreve aí...
----------

Olá Fernanda B! Experimente os da Vichy, são mesmo muito, muito bons! Eu uso e toda a gente diz que tenho uma pele muito bonita! Bj  (+ info)

1  2  3  4  5  

Deixa uma mensagem ou imagem sobre "Paralisia Facial" (ou acessa o fórum):