http://lookfordiagnosis.com
English
Spanish
Italian
Portuguese
French
Swedish

FAQ - Lupus
(Powered by Yahoo! Answers)

Gostaria de saber se podemos confundir psoriase por lupus?


depende... Lupus sistemico ou Lupus discoide? lupus sistemico é famoso por se apresentar de varias maneiras. Uma maxima da medicina é "Lupus pode tudo".

Mas o diagnostico é bem diferente, e seria muito dificil confundir essas doenças, apenas numa apresentação extremamente bizarra isso seria possivel.  (+ info)

A autohemoterapia pode ser usada em pctes com lupus e dermatites?


Depende, seja mais especifico!!!  (+ info)

quero saber qual agravidade da doença de lupus erimatoso sistematico se e considerado como um cancer que mata?


nunca estudei q lupus era cancer  (+ info)

Gostaria de saber se alguém sabe me falar algo sobre lupus ?


minha neta apresentou algumas manchas roxa e alguns dias depois colocou sangue pelo nariz minha filha levou ao medico ele disse que ela esta com lupus , agora ela esta com dor nas juntas , me respondam algo , tem cura? tem algo na omeupatia?
----------

O Lupus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença crônica de causa desconhecida, onde acontecem alterações fundamentais no sistema imunológico da pessoa, atingindo predominantemente mulheres. O sistema imunológico é uma rede complexa de órgãos, tecidos, células e substâncias encontradas na circulação sanguínea, que agem em conjunto para nos proteger de agentes estranhos.

Uma pessoa que tem LES, desenvolve anticorpos que reagem contra as suas células normais, podendo consequentemente afetar a pele, as articulações, rins e outros órgãos. Ou seja, a pessoa se torna "alérgica" a ela mesma, o que caracteriza o LES como uma doença auto-imune.

Mas não é uma doença contagiosa, infecciosa ou maligna. A maioria dos casos de LES ocorre esporadicamente, indicando que fatores genéticos e ambientais tem um papel importante na doença.

O Lupus varia enormemente de um paciente para outro, de casos simples que exigem intervenções médicas mínimas, à casos significativos com danos à órgãos vitais como pulmão, coração, rim e cérebro. A doença é caracterizada por períodos de atividade intercaladas por períodos de remissão que podem durar semanas, meses ou anos. Alguns pacientes nunca desenvolvem complicações severas.
Definição
O "American College of Rheumatology", uma associação americana que reune profissionais reumatologistas, estabeleceu em 1971 e revisou em 1982, 11 critérios que definem o quadro de Lupus. Estes critérios foram modificados em 1997. Uma pessoa pode ter LES se 4 critérios estiverem presentes:

Critérios de pele:
1 - mancha "asa borboleta" (vermelhidão característica no nariz e face)
2 - lesões na pele (usualmente em áreas expostas ao sol)
3 - sensibilidade ao sol e luz (lesões após a exposição de raios ultravioletas A e B)
4 - úlceras orais (recorrentes na boca e nariz)

Critérios sistêmicos:
5 - artrite (inflamação de duas ou mais juntas periféricas, com dor, inchaço ou fluído)
6 - serosite (inflamação do revestimento do pulmão - pleura, e coração - pericárdio)
7 - alterações renais (presença de proteínas e sedimentos na urina)
8 - alterações neurológicas (anormalidades sem explicações - psicose ou depressão)

Critérios laboratoriais:
9 - anormalidades hematológicas (baixa contagem de células brancas - leucopenia, ou plaquetas - trombocitopenia, ou anemia causada por anticorpos contra células vermelhas - anemia hemolítica)
10 - anormalidades imunológicas - (células LE, ou anticorpos anti-DNA, ou anticorpos SM positivos, ou teste falso-positivo para sífilis)
11 - fator antinúcleo positivo (FAN)
Em qualquer tratamento de uma doença, individualizado e prolongado, é preciso desenvolver um ambiente de confiança e honestidade entre o médico e o paciente, a partir de um diálogo franco e aberto. É preciso obter todas as informações sobre o Lupus e os recursos da medicina atual para tratar e controlar suas manifestações.

Não há um remédio para o Lupus que funcione da mesma forma como um antibiótico funciona para acabar com uma infecção. O tratamento do LES engloba uma série de medidas, entre medicamentos e normas para que se viva bem.

Sol
Os pacientes com fotossensibilidade ou manchas, devem evitar a exposição ao sol, fazendo sempre o uso de filtros solares.

Dieta
Sabe-se que, quando os pacientes usam corticosteróides, a retenção de água no organismo acontece provocando inchaços, devendo-se então diminuir o sal na dieta normal. Quando o peso está acima do normal, deve-se reduzir calorias.
Há estudos sobre a eficácia de óleo de peixe na redução de inflamação. Além disso, cientistas suspeitam que o aminoácido l-canavanina presente na alfafa, provoca sintomas de Lupus, o que foi comprovado em pesquisas com macacos. Deve-se então evitá-la.

Drogas, Álcool e Fumo
Sulfas, anticoncepcionais orais e penicilinas podem disparar a doença e devem ser evitados. O álcool e o fumo são prejudiciais a qualquer pessoa, mas no caso de LES deve-se principalmente evitar a interação do álcool com sedativos e antialérgicos, e do fumo no caso de acometimento pulmonar.

Exercícios e Repouso
As articulações tem estruturas que devem ser bem cuidadas. Quando inflamadas precisam de períodos de repouso intercalados com os de atividade, evitando-se lesões. Também deve-se dar atenção à postura e posições de trabalho e lazer. Por isso, exercícios regulares podem ajudar a prevenir fraqueza muscular e fadiga.

Medicamentos
Não existem programas de tratamento iguais para todos os pacientes. Considera-se o grau de evolução da doença bem como as queixas de cada paciente. Muitas vezes são utilizados vários remédios ao mesmo tempo para controlar os sintomas.

Corticosteróides - são hormônios sintéticos, cópia do hormônio cortisona produzido pela glândula supra-renal, extremamente potentes contra a inflamação. Mas apresentam efeitos colaterais em dosagens altas como ganho de peso, "inchaço", espinhas, pressão alta, catarata, devendo então ser usados com precaução e unicamente através de indicação médica. Os  (+ info)

quando a mulher ganha um filho q tem lupus neonatal precisamente a mãe tem que ter a doença lupus também?


Hereditariedade e lupus em filhos
Embora o fator genético seja importante para o lúpus, os casos de mães e filhos com a doença são muito raros. Não é possível se calcular chances dos filhos terem a doença, pois a tendência hereditária não é dependente de um único gene, mas, provavelmente da interação de diversos genes com outros diferentes fatores não genéticos.

De qualquer forma, não vale a pena se preocupar, pois as chances do filho de uma paciente com lupus vir a ter a doença são muito pequenas. Recomendamos a investigação apenas nos casos do filho ou filha apresentar queixas compatíveis com a doença. Não vale a pena fazer exames em crianças sem qualquer suspeita diagnóstica.

Tratamentos alternativos, alimentação e lupus
Não há um tratamento alternativo que tenha eficácia confirmada no tratamento do lúpus, mas, há um consenso que uma alimentação saudável, a prática de atividade física regular e o controle emocional favorecem muito a paciente com lúpus.

Não há uma dieta específica para o lupus. Deve-se evitar alimentação muito calórica para evitar obesidade; excesso de sal deve ser evitado, principalmente, em pacientes em uso de altas doses de corticóides ou que tenha pressão alta. Evitar carnes gordas, frituras e gorduras de origem animal de um modo geral para evitar aumento de colesterol. Recomenda-se dieta rica em cálcio (leite e derivados + verduras verdes) para prevenção de osteoporose.
Espero ter lhe ajudado, bjus e boa sorte  (+ info)

Tenho Lupus e estou muito preocupada estou fazendo tratamento e gostaria de saber se essa doença mata?


Sempre nos exames fan sempre dava alterado mas nunca soube que tinha essa doença até que uma vez fiz um hemograma e deu alterado os leucocitos para mais então o médico me encaminhou para um hematologista com suspeita de leucemia só que foi descartada a hipotese de ser leucemia ai então me encaminharão para um reumatologista que foi a fundo nos exames e descobriu o lupus a mais ou menos 1 mês e meio estou tomando reuquinol e azatioprina mas também faço tratamento para tireoide a que engorda e sou hipertensa tenho pressão alta e no meio de tudo isso acabei caindo em depressão por causa de tanta coisa ao mesmo tempo e faço tratamento com psiquiatra gostaria de saber o que influencia nesta doença e se corro risco de morte.
Por favor me esclareça essa duvida que ate hoje nao consegui resposta.
Obrigada
----------

Preste atenção............assim como muitas doenças, lupus não tem cura, é uma doença auto-imune , ela tem controle, e ótimos resultados são conseguidos.

Acompanhe com seu médico, viva uma vida saudável, regrada, e tudo é normal, não deixe de seguir as recomendações do seu reumatologista e viva feliz. E muito bem. boa sorte./  (+ info)

Por que as mulheres que tem lupus nao podem tomar anticoncepcionais?


O q acontece ??? ql o risco? me digam o q sabem... conheço 1 garota q tm lupus e ovario policistico.. bah ta fu.. acho q tera de operar o ovario ja q nao pode controlar o cisto por anticoncepcional...
----------

por que aumenta o risco de trombose venosa profunda.  (+ info)

Descobri que estou com LUPUS ´será que um dia vou poder engravidar?


Em primeiro lugar, procure descobrir qual variante da doença foi diagnosticada em você. Tenho lúpus discóide (cutâneo) e levo uma vida normal, embora tenha que usar medicação oral todos os dias. Converse com seu médico e verifique os cuidados que deverá tomar. A doença pode ser controlada com medicação específica e uso de filtros solares. Não tenho conhecimento de restrições à gravidez, mas é bom conversar com o seu especialista. Não confie em informações da internet (nem nessa minha resposta), é mais prudente falar com quem realmente entende do assunto..  (+ info)

Quem tem lupus,so pode extrair dentes com permissão do médico que trata do lupus?


É assim que funciona: o dentista manda uma carta ao médico solicitando uma avaliação do caso e citando os procedimentos que serão executados brevemente. O médico avalia o paciente e vê se a doença está estável a ponto de reagir bem a extração do dente (uma extração é uma cirurgia). E ele manda um relatório ao dentista; não é exatamente uma autorização.

Um dentista responsável sempre solicita uma avaliação médica antes de qualquer procedimento invasivo à pacientes com "risco de saúde", para evitar complicações.

Boa sorte, []s  (+ info)

oque provova o lupus,acrtedito que depende do fundo emocionalda pessoa ele se altera.?


Definição
Lupus eritematoso sistêmico é uma doença auto-imune de caráter sistêmico e inflamatório com produção de anticorpos contra o próprio organismo. Há formação de imunocomplexos antígeno anticorpo. Dentre eles, os mais importantes são os antígenos nucleares. Formam-se portanto, anticorpos antiDNA, antiSm, AntiRNP ( ribonucleoproteína), anti-histona.
Outros anticorpos importantes:
Anti-plaquetas
Antilinfócitos
Anti-endotélio.
Estes causam respectivamente plaquetopenia, linfopenia e vasculites.

Anti-heparina-sulfato e anti-colágeno tipo IV( membrana basal).
Presença de anti-histona ocorre na síndrome "lupus-like" - que é provocada por medicamentos como a hidralazina ( hidroclorotiazina - diurético), procainamída.
No lupus, as manifestação mais graves que levam a óbito são mais devidas a sepse. Mas também pode ser por insuf.renal ou afecção do SNC. Ocorre na população em geral na proporção de 40:100000 hab. Predomina no sexo feminino 9:1, na idade fértil.
Já na adolescência e idosos, a proporção mulher/homem cai pra 2:1.
Uma mulher qualquer com síndrome nefrótica tem 16% de chance de ser lupus.


Diagnóstico

Para confirmação e fechamento do diagnóstico há necessidade de pelo menos 4 critérios ( clinico/laboratorial).

Rash malar - Lesão com aspecto de asa de borbelta na face
Rash discóide - Região do couro cabeludo perde cabelo ( uma rodela)
Fotossensibilidade - Não pode sair no sol que aparece um monte de lesão na superfície da pele
Alteração neurológicas (disfunção cognitiva)
Úlcera oral

EAS - Proteinúria persistente .0,5g/dia ou cilindros celulares
Anemia, leuco e/ou plaquetopenia (<100.000)
Artralgia - dores articulares - joelho, tornozelo, cotovelo, ombro - pode ter atrite tb
Detecção imunológica do sangue - Anti-DNA, anti-Sm, VDRL falso positivo, antinuclear ( FAN)
Pericardite, pleurite

O indivíduo com FAN negativo ( não reativo) praticamente se afasta lupus, pois é um dos mais sensíveis, apesar de não muito específico para lupus.O AntiDNA e antiSm são mais difíceis de encontrar no sangue, mas são altamente específicos para lupus.
Dentre as manifestação,as dérmicas e a artralgia são as mais comuns.

Sintomas mais comuns nos pacientes de LES:
- artralgia - 95%
- febre - 90%
- artrite - 90%
- manchas de pele - 74%
- anemia - 71%
- problemas renais - 50%
- dores no peito - 45%
- "asa borboleta" - 42% (foto abaixo)
- fotossensibilidade - 30%
- perda de cabelo - 27%
- síndrome Raynaud - 17%
- distúrbios psíquicos - 15%
- feridinhas na boca e nariz - 12%.
(FONTE=www.lupusonline.com.br)

Outras manifestações:

Miosite/miopatia, deformidades nas mãos, alopecia, esplenomegalia, linfadenomegalia, psicose, convulsões, cefaléia, pleurisia, miocardite, endocardite de Libman e Sachs, derrame pleural, diarréia, náuseas, anorexia, trombose venosa, aborto na gravidez.
A anemia é normocítica normocrômica pela doença crônica, onde os depósitos de ferro estão cheios e há disfuncão da transferrina para transporte do ferro para hematopoiese. A anemia também é hemolítica, pois há anticorpos colados nas hemáticas. Há reação de Coombs positiva.Essa anemia responde bem a corticóides. Se não, responde bem a esplenectomia;



um abraço!  (+ info)

1  2  3  4  5  

Deixa uma mensagem ou imagem sobre "Lupus" (ou acessa o fórum):