FAQ - Estado Epiléptico
(Powered by Yahoo! Answers)

Crise epiléptica é a mesma coisa que convulsão?


CRISE EPILÉTICA

Uma descarga elétrica entre neurônios mais duradoura que as habituais: a crise epilética sempre começa assim. O que acontece depois depende da área do cérebro atingida. Se a descarga se restringir à região responsável pela mão esquerda, por exemplo, a crise pode ser apenas uma sensação de formigamento nessa parte do corpo. A temida convulsão é apenas um dos tipos de crise. E a mais grave delas.

As descargas anormais só acontecem quando já existe algum problema no cérebro que facilita a superexcitação. A falha pode estar em neurônios que funcionam mal por causa de problemas genéticos, ou que não amadureceram direito, devido a problemas de má formação do córtex. Uma pancada forte na cabeça também é capaz de causar epilepsia. É que as novas ligações entre os neurônios, formadas durante a cicatrização, podem criar o cenário ideal para descargas incomuns.

Cirurgias são indicadas a cerca de 25% dos pacientes, explica Renato Marchetti, do Projeto de Epilepsia e Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo. Na maioria dos casos, a doença não é curada, mas controlada com remédios e hábitos saudáveis, como evitar bebedeiras. O álcool até diminui a atividade cerebral, o que ajudaria a evitar as crises. Mas o problema vem com a conta do bar: quando você pára de beber, a atividade do cérebro volta a aumentar, favorecendo a ocorrência das descargas elétricas não habituais.


Espero que tenha ajudado.
  (+ info)

O que é uma EPILEPSIA e o que a diferencia da CONVULSÃO ? Todo o epiléptico tem convulsão ?


A epilepsia é um distúrbio do cérebro que se expressa por crises epilépticas repetidas.

COMO PODEM SER AS CRISES EPILÉPTICAS?

As crises epilépticas podem se manifestar de diferentes maneiras:

A crise convulsiva é a forma mais conhecida pelas pessoas e é identificada como "ataque epiléptico". Nesse tipo de crise a pessoa pode cair ao chão, apresentar contrações musculares em todo o corpo, mordedura da língua, salivação intensa, respiração ofegante e, às vezes, até urinar.

A crise do tipo "ausência" é conhecida como "desligamentos". A pessoa fica com o olhar fixo, perde contato com o meio por alguns segundos. Por ser de curtíssima duração, muitas vezes não é percebida pelos familiares e/ou professores.

Há um tipo de crise que se manifesta como se a pessoas estivesse "alerta" mas não tem controle de seus atos, fazendo movimentos automaticamente. Durante esses movimentos automáticos involuntários, a pessoa pode
ficar mastigando, falando de modo incompreensível ou andando sem direção definida. Em geral, a pessoa não se recorda do que aconteceu quando a crise termina. Esta é chamada de crise parcial complexa.

Existem outros tipos de crises que podem provocar quedas ao solo sem nenhum movimento ou contrações ou, então, ter percepções visuais ou auditivas estranhas ou, ainda, alterações transitórias da memória.

QUAL É A CAUSA DA EPILEPSIA?

A causa pode ser uma lesão no cérebro, decorrente de uma forte pancada na cabeça, uma infecção (meningite, por exemplo), neurocisticercose ("ovos de solitária" no cérebro), abuso de bebidas alcoólicas, de drogas, etc. Às vezes, algo que ocorreu antes ou durante o parto. Muitas vezes não é possível conhecer as causas que deram origem à epilepsia.

QUANTAS PESSOAS SOFREM DE EPILEPSIA?

As epilepsias são muito freqüentes. Entre cada cem pessoas, uma a duas são epilépticas.
A epilepsia é um distúrbio do cérebro que se expressa por crises epilépticas repetidas.

COMO PODEM SER AS CRISES EPILÉPTICAS?

As crises epilépticas podem se manifestar de diferentes maneiras:


A crise convulsiva é a forma mais conhecida pelas pessoas e é identificada como "ataque epiléptico". Nesse tipo de crise a pessoa pode cair ao chão, apresentar contrações musculares em todo o corpo, mordedura da
língua, salivação intensa, respiração ofegante e, às vezes, até urinar.

A crise do tipo "ausência" é conhecida como "desligamentos". A pessoa fica com o olhar fixo, perde contato com o meio por alguns segundos. Por ser de curtíssima duração, muitas vezes não é percebida pelos familiares
e/ou professores.

Há um tipo de crise que se manifesta como se a pessoas estivesse "alerta" mas não tem controle de seus atos, fazendo movimentos automaticamente. Durante esses movimentos automáticos involuntários, a pessoa pode
ficar mastigando, falando de modo incompreensível ou andando sem direção definida. Em geral, a pessoa não se recorda do que aconteceu quando a crise termina. Esta é chamada de crise parcial complexa.

Existem outros tipos de crises que podem provocar quedas ao solo sem nenhum movimento ou contrações ou, então, ter percepções visuais ou auditivas estranhas ou, ainda, alterações transitórias da memória.  (+ info)

Sera que o medicamento hidantaal aparece em exames de sangue e na urina?


Tomo esse medicamento há 1ano e 9meses,ta chegando a época do quartel.tenho que fazer exames médicos será que isso irá me prejudicar..quero muito servi o quartel.Esse medicamento é pra controlar crise epiléptica.sendo que eu tive essa crise uma vez em toda minha vida.

me ajudem por favor prometo 5 pontos pra melhor resposta,.é serio..
----------

Não vai aparecer em nenhum desses exames, porém acredito que para entrar no quartel você terá que preencher algum questionário ou passar por alguma entrevista, e se perguntarem se você toma algum tipo de remédios, te aconselho a dizer a verdade.
Hidantal é um remédio forte, e não vai dar para esconder no quartel.
Seja sincero, e o que tiver que ser, será!!!
Boa sorte!!!  (+ info)

Eu posso fazer massagem em pessoas com convulsao epiléptica?


Eu posso fazer massagem em pessoas com convulsão epiléptica?
----------

A convulsão é uma alteração que ocorre no cérebro e que pode pode provocar espasmos musculares, movimentos desordenados e perda da consciência. As convulsões podem ter diversas causas: acidentes com traumatismo de crânio, febre alta, epilepsia, alcoolismo, drogas, determinados medicamentos, tumores cerebrais, lesões no cérebro e choque elétrico.

Os principais sintomas das convulsões são:
* agitação, movimentos bruscos e espamos musculares;
* salivação intensa (espumar pela boca);
* olhar vago e fixo ou “revirar os olhos”;
* morder língua e lábios;
* perda de urina e fezes;
* perda dos sentidos.


O que fazer com relação à vítima:
* afaste objetos que podem machucá-la;
* proteja sua cabeça com a mão, roupa ou travesseiro;
* tente fazer com que sua cabeça fique na posição lateral, para que a saliva escorra e ela não se engasgue;
* não coloque objetos em sua boca para segurar-lhe a língua;
* deixe seus braços e pernas livres;
* afrouxe suas roupas;
* verifique se há alguma obstrução em suas vias aéreas;
* limpe as secreções para facilitar a respiração;
* marque a duração da convulsão.


Passada a convulsão:
* se a vítima quiser dormir, deixe-a descansar até a chegada do socorro;
* não dê remédios ou água, pois os reflexos ainda estão prejudicados e ela pode engasgar;
* não a deixe sozinha, pois ela estará com os reflexos prejudicados e pode se machucar seriamente;
* caso a convulsão seja provocada por um acidente ou atropelamento, não a retire do local e aguarde a chegada do socorro.

Portanto, durante a crise convulsiva não deve fazer massagem.  (+ info)

é possivel uma pessoa epileptica evitar a crise quando se apercebe que a vai ter??


minha namorada se apercebe quando vai ter uma crise e por varias vezes tentei que ela o evita-se tentando descontraí-la. é possivel um epileptico evitar tal crise?? ha maneiras de como o fazer nao usando os comprimidos?? gostaria que me falassem do "tegretol" é o comprimido indicado pelos medicos para evitar as crises!!!
----------

Infelizmente não há como deter a crise uma vez iniciada (exceto com medicação injetável)
O que acontece às vezes é que a aura (essa sensação que precede a perda dos sentidos) não evolui para uma crise generalizada.
O tegretol (carbamazepina) é considerada hoje uma das melhores drogas para tramamento de epilepsia. É particularmente eficaz em epilepsias focais com generalização secundária (que parece ser o caso de sua namorada).  (+ info)

Alguém saberia me responder se o medicamento Hidantal (Fenitoína) causa ejaculação retardada nos usuários?


É que meu namorado é epiléptico, toma esse medicamento e tem ejaculação retardada, sendo que às vezes não consegue sequer ejacular. Ele diz que não é o remédio, eu acho que sim, alguém pode me esclarecer essa dúvida? Grata...
----------

sim, pode.
todo antiepiléptico aumenta inibição central, diminui transmissões nervosas elétricas, tbm aumenta GABA -ácido gama amino butírico, que é relaxante e inibitório central.
Fazendo uso de Hidantal, ele deverá sempre fazer check up das funções do fígado.  (+ info)

Pode causar morte uma calcificação cerebral(neurocisticercose)em uma pessoa que tem leves ataques epilépticos?


Independente se a pessoa tem ou não epilepsia, a neurocisticercose só pode causar morte se atingir uma região vital do cérebro. Dependendo da região que o cisticerco se aloje, pode ser desde assimtomático até causar problemas neurológicos que possam levar a óbito.  (+ info)

Quem sofre de epilepsia entra na policia?


Eu já tive 2 ataques epilepticos, depois do 1° eu fiquei 3 anos tomando remédio, aí o médico falou pra mim parar, aí eu parei só q depois de 2 meses eu tive mais um ataque epileptico, aí eu voltei a tomar remedio.....Meu sonho ehh ser Policial Federal ou Tenente da militar...
----------

Meu amigo, lamento por cv. mais a vida continua,
acredito que para vc se incorporar na vida militar, vc deverá de estar 100% de saúde, os exames da Pm são rigorosos, e não oferece margens de risco. vc já imaginou vc, estar numa missão, e neste exato momento vc. sofrer um ataque epilético?.
De coração, lhe desejo boa sorte,
Abraço,
Décio  (+ info)

Que tipo de sequelas a epilepsia pode deixar ao(s) portador(es) da doença?


Meu tipo de epilepsia é crise convulsiva ou tônico-clônicas (grande mal) este ataque epiléptico caracteriza-se por queda ao solo, rigidez do corpo ou de parte dele, movimentos em forma de tremor ou abalos musculares e podem ser acompanhados de salivação excessiva, mordedura de língua e incontinência esfincteriana (perda de urina, por exemplo). Após a crise, a pessoa pode ficar confusa, sonolenta e queixar-se de dor de cabeça e náusea.
----------

Amigo, os principais riscos teóricos da epilepsia são morte, lesão física, comprometimento cerebral e conseqüências psicossociais.
O risco de morte súbita durante uma crise é muito baixo e quando ocorre, geralmente acontece em formas severas de epilepsia com graves lesões cerebrais. As lesões físicas são decorrentes de quedas, fraturas, queimaduras etc. O risco de ter uma crise durante a condução de veículos ou a operação de máquinas é preocupante.
Não está comprovado que uma crise isolada ou breve provoque lesão cerebral. Nesse sentido, preocupa uma condição de emergência médica denominada estado de mal epiléptico, em que o paciente apresenta crises repetidas ou prolongadas sem que recobre a consciência entre as crises e que pode causar danos ao cérebro. Boa sorte.  (+ info)

Qual sua posição sobre liberar as pesquisas com células troncos?


Recomeçou um dos julgamentos mais importantes do ano. O Supremo Tribunal Federal deve decidir ainda nesta quarta-feira se libera ou não a pesquisa com células-tronco embrionárias para fins terapêuticos. Os ministros haviam interrompido (estadão)
----------

Acho muito bom. Deve-se pesquisar para termos solução para vários casos médicos.
Seria maravilhoso a descoberta de novas curas não acha?  (+ info)

1  2  3  4  5  

Deixa uma mensagem ou imagem sobre "Estado Epiléptico" (ou acessa o fórum):