FAQ - Artrite Reumatóide
(Powered by Yahoo! Answers)

O que vc sabe sobre Artrite Reumatóide?


ARTRITE REUMATÓIDE

O que é?

Artrite reumatóide (AR) é uma doença crônica de causa desconhecida. A característica principal é a inflamação articular persistente mas há casos em que outros órgãos são comprometidos.

Qual é a freqüência:

É doença comum e a prevalência pode chegar a 1,5% da população em algumas regiões. É mais freqüente em mulheres e costuma iniciar-se entre 30 e 50 anos de idade, mas compromete também homens e crianças. Para que se desenvolva a doença são necessárias algumas combinações de defeitos genéticos e a presença de um ou mais estímulos externos, o que faz com que a incidência em familiares de pacientes com Artrite Reumatóide (AR) não seja grande.

Como se desenvolve?

Existe uma predisposição genética e alguns genes foram identificados. Não se conhece a causa da Artrite Reumatóide (AR) e pensa-se que haja vários estímulos diferentes, quando em contato com indivíduos que têm defeitos de origem genética no sistema imune, desencadeiem resposta inflamatória. A persistência dos estímulos ou a incapacidade do sistema imune em controlar a inflamação levam à cronicidade da doença. A membrana sinovial prolifera e libera enzimas produzidas por células localmente. Tanto a invasão da membrana sinovial como a ação das enzimas provocam destruição das estruturas articulares (cartilagem e ossos vizinhos) e juxta-articulares (tendões e ligamentos).

O que se sente?

A forma mais freqüente de início da doença é artrite simétrica (por exemplo: os dois punhos, os dedos das duas mãos) e aditiva (as primeiras articulações comprometidas permanecem e outras vão se somando). Costuma ser de instalação lenta e pouco agressiva, localizando-se inicialmente nas pequenas articulações das mãos.

Existem formas agudas e rapidamente limitantes. Com menor freqüência, começa em grandes articulações ou de modo assimétrico. Pode permanecer assim ou evoluir para poliartrite simétrica clássica. Todas as articulações periféricas podem ser envolvidas e os danos à coluna cervical podem ser muito graves. Somente em AR muito agressiva haverá artrite nas articulações interfalangianas distais dos dedos e será de instalação tardia. Artrite temporomandibular é comum.

Uma característica da Artrite Reumatóide (AR) é a rigidez matinal. Após uma noite de sono, os pacientes amanhecem com importante dificuldade em movimentar as articulações, a qual permanece por mais de 1 hora. Nos casos mais graves a rigidez matinal alivia somente parcialmente, permanecendo dor e limitação de movimentos permanentemente. Alguns pacientes queixam-se de mal-estar, fadiga e dor muscular que podem acompanhar ou anteceder a artrite. Rigidez matinal e fadiga no final da tarde são usados para avaliar atividade da doença.

As alterações destrutivas articulares são variáveis em um mesmo enfermo e entre a população com Artrite Reumatóide (AR). Há casos bastante benignos e com alterações discretas ou ausentes e outros em que as deformidades instalam-se progressivamente e tornam-se extremamente graves mesmo com tratamento adequado.

Alguns pacientes com Artrite Reumatóide (AR) típica contam que durante meses ou anos tiveram surtos passageiros de artrite em várias ou poucas articulações, antes da doença tornar-se crônica.

O curso clínico mais comum é caracterizado por alívio parcial da atividade inflamatória. Menos vezes, há inatividade por períodos variáveis de meses ou anos. Nos casos mais graves a doença evolue progressivamente levando, com o passar do tempo, a grave incapacidade articular.

Manifestações clínicas extra-articulares:
Nódulos reumatóides

São nódulos localizados debaixo da pele principalmente em áreas de apoio como cotovelos. Geralmente aparecem em casos mais graves. Raramente ocorrem nos pulmões, coração, olhos ou outros órgãos.

Comprometimento ocular

A alteração mais freqüente é a inflamação das glândulas lacrimais (Síndrome de Sjögren). Conseqüentemente, há diminuição da produção de lágrima. Os olhos ficam irritados e com sensação de estarem com areia. Quando não tratados adequadamente, a córnea fica sujeita a erosão e infecção.

Também podem estar inflamadas outras estruturas dos olhos. A mais grave é a esclerite; quando a esclerite é grave, pode ocorrer perfuração do globo ocular.

Manifestações musculares

Raramente ocorre inflamação do músculo. Por outro lado, inflamação articular e desuso são causas obrigatórias de hipotrofia muscular. Medicamentos de uso habitual na Artrite Reumatóide (AR) como corticóides e antimaláricos podem ser causa de fraqueza muscular e, às vezes, é difícil distingüir entre as manifestações da doença e as dos medicamentos. Nesses casos, se o paciente melhora sua força com exercícios, os medicamentos não seriam a causa.

Sistema nervoso

É comum o comprometimento das raízes nervosas periféricas. Quando somente as raízes sensitivas são atingidas o sintoma é formigamento ou queimação, como se o paciente estivesse usando luvas ou botas e o prognóstico é bom, ao contrário dos casos menos freqüentes de neuropatia motora.

Também são comuns as neuropatias por compressão devido à inflamação e proliferação do tecido articular. O sintoma mais comum é formigamento nos dedos polegar, indicador e médio devido à compressão do nervo mediano ao nível do punho.

Afrouxamento ou destruição de ligamentos na coluna cervical permitem deslizamento da 1a vértebra que pode comprimir a medula. As conseqüências são distúrbios sensitivos e motores nos membros superiores e inferiores. Deslocamentos maiores da vértebra podem levar a paralisia e mesmo a parada respiratória e morte.

Sangue

Anemia leve se relaciona com a atividade da Artrite Reumatóide (AR). Quando a hemoglobina está abaixo de 10g/ml ou hematócrito abaixo de 30 com doença controlada, deve-se procurar perda sangüínea pelo estômago devido ao uso continuado de antiinflamatórios.

A associação de Artrite Reumatóide (AR) com aumento do volume do baço, anemia, queda de glóbulos brancos e outras manifestações da doença chama-se síndrome de Felty.

Vasculite

A manifestação clínica da vasculite depende da intensidade da lesão, localização e tamanho do vaso. Inflamações ao redor das unhas não são raras e têm boa evolução.

Os pacientes com Artrite Reumatóide grave podem apresentar áreas extensas de vasculite cutânea provocando úlceras de difícil controle.

Continua em Avaliação da Atividade Inflamatória...

Perguntas que você pode fazer ao seu médico

Esta doença tem cura?

Qual a finalidade do tratamento?

O tratamento é esta receita somente ou devo repetí-la?

Há interferência com outros remédios que estou usando?

Quais os efeitos colaterias? Devo fazer exames de controle?

Existem problemas com obesidade e dieta?

Qual a importância de exercícios e repouso?

Que cuidados devo ter com meus hábitos diários, profissionais e de lazer?  (+ info)

É verdade que quem tem artrite reumatóide não pode se expor ao sol? Se sim, pq?


amiga,

a artrite reumatóide é a inflamação da articulação, causando dor, inchaço e dificuldade de movimentação. Segundo o que pesquisei: "A artrite reumatóide é a doença mais comum entre as artrites inflamatórias. É um distúrbio crônico, auto imune, sistêmico e inflamatório cujo principal local de acometimento é o tecido sinovial, fina membrana que forra e lubrifica as articulações. A membrana sinovial fica inflamada e produz substâncias químicas que tem a propriedade de destruir a cartilagem, o osso, bem como se prolifera, constituindo um tecido conhecido como pannus que pode invadir a cartilagem, ligamentos e ossos, podendo ter como conseqüência destruição articular. "

Causas:

A sua causa permanece desconhecida e vários fatores podem contribuir para o seu desencadeamento:

A) fatores genéticos: a hereditariedade ou um gene adquirido de seus pais pode ser um fator determinante para o desenvolvimento da artrite reumatóide. É estimado que parentes de primeiro grau de um paciente portador desta afecção apresenta risco 16 vezes maior em desenvolver a doença que a população geral. B) Fatores hormonais: A grande incidência no sexo feminino, particularmente na pré-menopausa, sugere uma influência de fatores reprodutivos e hormonais. C) Agentes infecciosos: Alguns estudos tentaram relacionar o seu aparecimento depois de determinadas infecções virais, mas nenhum deles conseguiu comprovar esta evidência.

Prognóstico:

Freqüentemente a doença pode ser controlada com a associação de medicamentos e tratamentos não medicamentosos. O curso da doença tem variação individual. Pacientes com presença de fator reumatóide e ou nódulos reumatóides parecem ter uma doença mais severa. Pacientes que manifestam a doença em idade jovem, costumam apresentar uma evolução pior. A remissão da doença quando presente costuma ocorrer no primeiro ano e sua probabilidade diminui ao longo dos anos de evolução. Após 10-15 anos de evolução aproximadamente 20% dos casos apresentarão remissão e 50-70% permanecerão ativos no trabalho. Após 15-20 anos 10% ficarão severamente incapacitados, inclusive para exercer atividades rotineiras do dia a dia como tomar banho, se alimentar ou se vestir.


***********Amiga, o sol não faz mal algum. Pelo contrário, no tempo certo (até as 10 da manhã e apos as 5 da tarde), ele estimula o ergosterol, o carredor de vitamina D para o osso, ajudando a previnir a osteoporose, doença que muitas vezes acompanha a artrite. O calor também estimula a circulação e a produção de líquido sinovial, o lubrificante de dentro das articulações.

Espero que tenha respondido sua questão, abraços!  (+ info)

Quero uma simpatia para curar artrite reumatóide?


Vc tem que compar cinco limoes, tem que ser cinco e eles nao podem ser amarelos, bem verdinhos,vc nao pode compra-los na feira, mas na quitanda, e de preferencia quitanda de Oriental. Vc vai descasca-los e fazer um cha da casca.Extraia um pouco de sangue da area afetada , coloque na mistura do cha. Pegue um gato preto, e ranque cinco pelos negros ( o gato tem que ser completamente preto) Jogue na mistura. Coloque uma pata de aranha da terra( Tem que ser da terra) Coloque meio kilo de terra preta, porque contem acidos minerais.
Deixe ferver por uma hora, deixe esfriar e lave a area afetada. Faca este mesmo procedimento por uma semana, se nao melhorar, siga o conselho da amiga acima, larga de ser caipira e vai ao medico.  (+ info)

Alguem conhece moderno tratamento de artrite reumatóide?


Medicamento que bloqueia a proteina NTF-alfa
----------

Artrite reumatóide (AR) é uma doença crônica de causa desconhecida. A característica principal é a inflamação articular persistente mas há casos em que outros órgãos são comprometidos.

É doença comum e a prevalência pode chegar a 1,5% da população em algumas regiões. É mais freqüente em mulheres e costuma iniciar-se entre 30 e 50 anos de idade, mas compromete também homens e crianças.

Para que se desenvolva a doença são necessárias algumas combinações de defeitos genéticos e a presença de um ou mais estímulos externos, o que faz com que a incidência em familiares de pacientes com Artrite Reumatóide (AR) não seja grande.

Existe uma predisposição genética e alguns genes foram identificados. Não se conhece a causa da Artrite Reumatóide (AR) e pensa-se que haja vários estímulos diferentes, quando em contato com indivíduos que têm defeitos de origem genética no sistema imune, desencadeiem resposta inflamatória.

A persistência dos estímulos ou a incapacidade do sistema imune em controlar a inflamação levam à cronicidade da doença. A membrana sinovial prolifera e libera enzimas produzidas por células localmente.

Tanto a invasão da membrana sinovial como a ação das enzimas provocam destruição das estruturas articulares (cartilagem e ossos vizinhos) e juxta-articulares (tendões e ligamentos.

Consulte o seu medico sobre a Glucosamisa com a Condroitina, ele saberá deizer a dosagem que será nescessária para vc.
Veja no site:
http://www.xtremenutrition.com.br/index.asp?secao=6&categoria=43&subcategoria=0&id=282  (+ info)

O que acham da aplicação de morfina em portadores de artrite reumatóide para aliviar as dores ?


Se o ser humano não consegue suportar as dores mais corriqueiras, como uma simples dor de cabeça ou uma dor de dente, imagine para quem convive com as dores da artrite reumatóide se seria fácil suportar ficar sem a morfina (A Morfina é um fármaco narcótico do grupo dos opióides, que é usado no tratamento sintomático da dor. Ela está presente no ópio. Dor crónica: é a primeira escolha no tratamento da dor crónica pós-operativa, no cancro e outras situações. Tem vindo a ser substituida como primeira escolha pelo fentanil.Dor aguda forte: em trauma, dor de cabeça (cefaleia), ou no parto. Não se devem usar nas cólicas biliares (lítiase biliar ou pedra na vesicula) porque provocam espasmos que podem aumentar ainda mais a dor. Não é primeira escolha na dor inflamatória (são usados AINEs). Na anestesia geral como adjuvante a gás anestésico principal.Os narcóticos sendo usados através de injeções dentro das veias, ou em doses maiores por via oral, podem causar grande depressão respiratória e cardíaca. A pessoa perde a consciência, fica de cor meio azulada porque a respiração muito fraca quase não mais oxigena o sangue e a pressão arterial cai a ponto de o sangue não mais circular direito: é o estado de coma que se não for atendido pode levar à morte. Literalmente centenas ou mesmo milhares de pessoas morrem todo ano na Europa e Estados Unidos intoxicadas por heroína ou morfina. Além disso, como muitas vezes este uso é feito por injeção, com freqüência os dependentes acabam também por pegar infecções como hepatites e mesmo AIDS. Aqui no Brasil, uma destas drogas tem sido utilizada com alguma freqüência por injeção venosa: é propoxifeno (principalmente o Algafan®). Acontece que esta substância é muito irritante para as veias, que se inflamam e chegam a ficar obstruídas. Existem vários casos de pessoas com sérios problemas de circulação nos braços por causa disto. Há mesmo descrição de amputação deste membro devido ao uso crônico de Algafan® .Outro problema com estas drogas é a facilidade com que elas levam à dependência, ficando as mesmas como o centro da vida das vítimas. E quando estes dependentes, por qualquer motivo, param de tomar a droga, ocorre um violento e doloroso processo de abstinência, com náuseas e vômitos, diarréia, câimbras musculares, cólicas intestinais, lacrimejamento, corrimento nasal, etc, que pode durar até 8-12 dias.Além do mais o organismo humano se torna tolerante a todas estas drogas narcóticas. Ou seja, como o dependente destas não mais consegue se equilibrar sem sentir os seus efeitos ele precisa tomar cada vez doses maiores, se enredando cada vez mais em dificuldades, pois para adquiri-las é preciso cada vez mais dinheiro.Contraindicações: Hipertensão craniana como na meningite,Grávida, Insuficiência renal, Insuficiência hepática Juntamente com outros depressores do SNC, como álcool, benzodiazepinas e barbitúricos. Nem com antipsicóticos ou antidepressivos. Enquanto droga de abuso.É mais frequente ser utilizada a seu derivada, a heroína. Apresenta duas caracteristicas que a torna droga de abuso particularmente perigosa: produz euforia e bem estar, mas a sua acção necessita de doses cada vez maiores para se mantêr ao mesmo nível - fenómeno de tolerância.Produz dependência física (universal) e psicológica (subjectiva). A dependência física surge 6-10 horas depois da última dose e caracteriza-se por síndrome do "peru molhado", definido por tremores, ereção dos pêlos ("pele de galinha"), suores abundantes, lacrimejamento, rinorreia, respiração rápida, temperatura elevada, ansiedade, anorexia, dores musculares, hostilidade, vómitos e diarreia. Um sinal importante é a miose (constrição da pupila do olho). Estes sinais só desaparecem com a administração de um opióide, geralmente de forma instantanea, e são máximos após 2-3 dias, depois do qual desaparecem gradualmente até ao 5º dia. O sofrimento do toxicodependente é consideravel. Foi isolada pela primeira vez em 1804 pelo farmacêutico alemão Friedrich Wilhelm Adam Serturner, que lhe deu o nome em honra do deus grego do sono, Morfeu.A partir da 1853 com a invenção da agulha hipodermica, generalizou-se o seu uso. Era usada no tratamento da dor, e do alcoolismo e consumo de ópio (as últimas duas utilizações sem benefício e altamente perigosas como se sabe hoje). Foi utilizada na guerra civil americana, resultando em 400.000 soldados com síndrome de dependência devido ao seu uso impróprio.A Heroína (diacetilmorfina) foi derivada da morfina em 1874.)  (+ info)

Como neutralizar com a alimentação, os efeitos da artrite reumatóide nas articulações e tendões?


experimente Cloreto de Magnésio  (+ info)

Minha mãe tem artrite reumatoide e ta c suspeita de trambose que riscos ela pode correr?


trombose sempre é um caso agudo, merece atenção e cuidado. boa sorte.  (+ info)

pessoas com artrite reumatoide podem tomar vacina contra a gripe?


Sim, só não devem se estiverem em momento de crise, no ato da aplicação pergunte ao médico. boa sorte./  (+ info)

Existe relação entre iodo e artrite?


Em 2004 descobri que estava c/ hipertireoidismo e tive alergia aos medicamentos (fui 2 vezes parar no hospital p/ tomar injeção anti-alérgica) daí o médico decidiu q eu teria que fazer a iodoterapia. Fiz no dia 30/11/04 e no dia seguinte amanheci c/ todas as articulações inchadas, doloridas e vermelhas, resumindo desencadeou uma artrite reumatóide, ou seja, o iodo atacou minhas articulações! Se o médico tivesse me falado destas possíveis consequências jamais teria feito. Gostaria de saber se alguém sabe de algum caso semelhante?
----------

Após a iodoterapia os efeitos colaterais mais comuns são: cansaço, perda de apetite, reações da pele, diarréia e boca seca. Não conheço nenhum caso com o quadro que vc descreveu.  (+ info)

quem tem artrite reumatoide tem direito a gratuidade em transporte publico?


EU ACHO QUE NÃO!!  (+ info)

1  2  3  4  5  

Deixa uma mensagem sobre 'Artrite Reumatóide'



Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.

Última atualização: Setembro 2014