Casos registrados "Síndrome Da Sela Vazia"
(Traduzidos do inglês com Altavista Babel Fish)

Filtrar por palavras-chave:



Obtendo documentos. Espere, por favor...

11/165. hemorragia espontânea em um turcica vazio do sella que imita a apoplexia pituitária.

    Nós apresentamos um exemplo da hemorragia espontânea em um turcica vazio do sella com as características da apoplexia pituitária subclinical. Uma mulher dos anos de idade 66 com um adenoma pituitário previamente resected apresentou quatro meses mais tarde com dor de cabeça progressiva e deterioração visual. MRI craniano demonstrou produtos do sangue do hyperacute em um adenoma pituitário periódico. Os resultados operativos eram do sangue subacute em um turcica vazio do sella. Não havia nenhuma evidência histológica operativa ou subseqüente do retorno do tumor. A hemorragia intrasellar foi evacuada através de uma aproximação transporte-sphenoidal, tendo por resultado uma melhoria rápida na função visual. Os deficits da glândula endócrina exigiram o thyroxine, o corticosteroide e o suplemento do desmopressin. A hemorragia em um turcica vazio do sella previamente não tem sido descrita e não precisa de ser suspeitada como uma entidade clínica nos pacientes que apresentam com as características da apoplexia pituitária. A consciência desta condição clínica impedirá o misdiagnosis pré-operativo. ( info)

12/165. Síndrome vazia do sella que apresenta como a galactorreia.

    Um prolactin que segrega o tumor é a causa a mais comum da síndrome da amenorreia-galactorreia. A galactorreia é uma apresentação rara de uma síndrome vazia do sella. A síndrome vazia do sella apresenta geralmente com dor de cabeça e prejuízo visual e ocasionalmente com distúrbios da glândula endócrina em mulheres envelhecidas médias hypertensive. Os autores apresentam um exemplo do hyperprolactinemia tendo por resultado a galactorreia em uma senhora envelhecida média associada com uma síndrome vazia preliminar do sella. ( info)

13/165. Síndrome vazia parcial secundária do sella em um bodybuilder da elite.

    A glândula pituitária é uma glândula hormona-responsiva e é sabida para variar no tamanho dependendo do status hormonal do paciente e da linha central hypothalamic-pituitário-gonádica diferenciada do gabarito positivo e negativo. A síndrome vazia parcial do sella com uma glândula pituitária atrofiada é considerada em neuroendocrinopathies preliminares tais como a deficiência da hormona de crescimento, no hipotiroidismo preliminar, no insipidus central do diabetes e no hipogonadismo. O sella vazio parcial foi mostrado igualmente para ocorrer nos pacientes com elevações na pressão intracranial. A síndrome vazia parcial secundária do sella com atrofia pituitária significativa da glândula da inibição de gabarito negativo de uso hormonal exógeno a longo prazo não tem sido relatada previamente. Nós estamos relatando em um exemplo da síndrome vazia parcial do sella que ocorre em um bodybuilder da elite com uma longa história do abuso exógeno da hormona de crescimento, da testosterona e da hormona de tiróide. Os mecanismos pathophysiological da síndrome vazia parcial secundária do sella do uso exógeno da hormona e da possibilidade para elevações na pressão intracranial que contribui a esta síndrome serão discutidos. ( info)

14/165. Perseguindo o hyponatraemia: apresentação incomun.

    Duas fêmeas, em sua sexta década, apresentada com episódios periódicos da dor de cabeça, da vertigem, de vomiting e de sensorium alterado. Ambos os pacientes tiveram o hyponatraemia persistente como o único indício. As investigações detalhadas revelaram uma etiologia pituitária em ambos. Um paciente teve um microadenoma pituitário quando o outro teve uma síndrome vazia do sella. O diagnóstico e a gerência são discutidos e a literatura relevante é revista. ( info)

15/165. O rhinorrhea espontâneo do líquido cerebrospinal associou com a falha renal crônica--relatório do caso.

    Uma mulher dos anos de idade 39 foi admitida com queixas da dor de cabeça e da descarga nasal na esquerda por 3 meses que foi provada mais tarde ser o líquido cerebrospinal (CSF). A examinação neurológica não encontrou nenhuma anomalia exceto o papilledema bilateral. Neuroimaging demonstrou a ampliação dos forâmens do cribrosa do lamina através de que os nervos olfactory passam, assim como o sella vazio e a atrofia cortical cerebral. A densitometria mineral do osso mostrou o osteopenia. O CSF Ca e os níveis de hormona da paratireóide do sangue eram elevados. A pressão do CSF era 280 mmH2O. A craneotomia frontal bilateral foi executada para expr a fossa anterior. A ampliação de Foraminal no cribrosa do lamina foi confirmada, e os consoles de calcificações extra-ósseas na membrana de arachnoid foram identificados. A base da fossa anterior foi reparada intradurally com colagem fascial da corrupção e da fibrina em ambos os lados. Nenhum escapamento do CSF foi anotado em uma continuação de 1 ano. O escapamento espontâneo do CSF resultou provavelmente da ampliação dos forâmens no cribrosa do lamina devido à mobilização de Ca dos ossos e do cerebri do pseudotumor não à extensão da hidrocefalia causada pela absorção pobre do CSF nas granulação do arachnoid eliminadas pela acumulação calcária extra-óssea. ( info)

16/165. gravidez gêmea usando gonadotropinas de recombinação em uma mulher com hipogonadismo hypogonadotropic.

    Nas mulheres com a hormona deestimulação hypogonadotropic do hipogonadismo (FSH) e a hormona luteinizing (LH) são exigidos para induzir o crescimento e o steroidogenesis foliculares óptimos. O desenvolvimento da tecnologia genética molecular conduziu à disponibilidade de FSH de recombinação e de LH para a indução do crescimento e da ovulação foliculares. Nós descrevemos um primeiro exemplo de uma gravidez gêmea em um paciente dos anos de idade 36 que apresenta com amenorrhea hypogonadotropic preliminar e síndrome vazia do sella e tratado com o FSH de recombinação e o LH. Esta terapia conduziu à maturação de dois folículo, ambo foram fertilizados. Uma gravidez gêmea seguiu e dois infantes normais foram entregados. ( info)

17/165. O adenoma pituitário desegregação do crescimento confinado à cavidade esfenoidal associou com um sella vazio normal-feito sob medida.

    Nós apresentamos uma caixa da hormona de crescimento (GH) - segregando o adenoma pituitário ectopic confinado à cavidade esfenoidal associada com um sella vazio normal-feito sob medida. Foi conhecido que a acromegalia está associada às vezes com um sella vazio. Entretanto, tal caso tem geralmente um macroadenoma e um sella vazio que seja grande. Os autores consideraram os mecanismos possíveis da associação entre um sella vazio normal-feito sob medida e um adenoma pituitário ectopic na cavidade esfenoidal como o seguinte. O sella vazio preliminar existiu original, e o adenoma pituitário tornou-se mais tarde. O adenoma estendeu na cavidade esfenoidal por causa da pressão fluida cerebrospinal intracranial pulsatile. ( info)

18/165. Síndrome de GAPO: primeiros pacientes com o sella parcialmente vazio.

    GAPO refere uma síndrome do atraso de crescimento (g), calvície (a), pseudoanodontia (P), e atrofia ótica (O). Nós apresentamos pela primeira vez crianças (dois irmãos) com a síndrome de GAPO associada com o sella parcialmente vazio. Nós sugerimos que a avaliação radiográfica do turcica do sella e a continuação endocrinological sejam necessárias nas crianças com síndrome de GAPO. ( info)

19/165. Síndrome vazia preliminar do sella: o papel do herniation do sistema visual.

    FUNDO: Aceitou-se tradicional que as alterações ophthalmologic nos casos da síndrome vazia preliminar do sella estão causadas pelo herniation do sistema visual na fossa pituitária, mas esta não pode ser indic categòrica. MÉTODOS: Dois pacientes fêmeas com defeitos da síndrome vazia preliminar do sella e do campo visual forams nesta série. A peculiaridade destes casos estado aquela em nenhuma deles estava lá um herniation evidente do sistema visual. Na ausência de outro as causas que poderiam explicar os defeitos visuais, os pacientes foram operadas sobre com uma aproximação transsphenoidal. RESULTADOS: Ambos os pacientes mostraram a melhoria imediata de seus deficits visuais sem retorno. Os estudos Postoperative da imagem latente mostraram a continuação de uma elevação adequada dos índices selares durante o período de uma continuação de 5 anos. CONCLUSÕES: Os defeitos do campo visual nos casos da síndrome vazia preliminar do sella podem ocorrer mesmo sem evidência radiológica do herniation do sistema visual. O fato que os dois pacientes descreveram neste papel melhorou depois que a cirurgia suporta outros relatórios que nesta tração da síndrome na haste infundibular podem causar alguma alteração anatômica microscópica no sistema visual ou em sua fonte vascular que não é evidente em estudos da imagem latente. ( info)

20/165. Tratamento de Transsphenoidal do sella vazio por meio de uma bobina do silastic: nota técnica.

    OBJETIVO E IMPORTÂNCIA: Diversos métodos foram propor conseguir a mobilização transsphenoidal do arachnoid e chiasmapexy no sella vazio sintomático (síndrome vazia preliminar ou secundária do sella). Estes procedimentos são frequentemente difíceis de executar e não sempre para ter tido resultados a longo prazo satisfatórios por causa da dificuldade de conseguir o enchimento selar adequado e duradouro sobre o tempo. O volume de embalagem da gordura ou do músculo diminui sobre o tempo em conseqüência da retração da cicatriz. O mesmo problema pode ocorrer com colocação intrasellar do balão por causa da deflação do balão. TÉCNICA: Nós propor a embalagem extradural realizada com uma aproximação transsphenoidal, usando uma bobina do Silastic (Dow Corning, castanho-aloirado, MI), formada por meio de um cateter ventricular arranjado como uma espiral. RESULTADOS: Esta técnica foi usada em quatro pacientes com resultados clínicos satisfatórios e duradouros. Apresenta diversas vantagens sobre métodos precedentes: pode ser costurada a cada paciente; O Silastic é uma substância inerte, e conseqüentemente scarring, com encolhimento conseqüente, não ocorre; e porque a bobina é muito elástica, apresenta poucos riscos de complicações inflamatórios ou de compressão excessiva de estruturas selares, parasellar, e suprasellar. Além disso, esta técnica não exige uma incisão suplementar da pele colher tecidos autólogos (gordura, músculo, ou lata do fascia). Um neurocirurgião hábil pode executar o procedimento em alguns minutos com mais facilidade e menos despesa do que outras técnicas. CONCLUSÃO: A técnica relatada é uma alternativa válida à embalagem extradural transsphenoidal clássica. ( info)
(Traduzidos do inglês com Altavista Babel Fish)<- Anterior || Próximo ->


Deixa uma mensagem sobre 'Síndrome Da Sela Vazia'



Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.

Última atualização: Setembro 2014