Casos registrados "Doença De Marek"
(Traduzidos do inglês com Altavista Babel Fish)

Filtrar por palavras-chave:



Obtendo documentos. Espere, por favor...

1/11. Neurolymphomatosis em Waldenstrom' macroglobulinaemia de s.

    Nós relatamos quatro pacientes com Waldenstrom' macroglobulinaemia com uma complicação neurológica incomun, neurolymphomatosis de s, caracterizado pela infiltração meningeal e da raiz do nervo por pilhas lymphoplasmacytic. Os pacientes apresentaram com fraqueza proximal do pé ràpida progressivo. A examinação do líquido cerebrospinal divulgou pilhas lymphoplasmacytic. A imagem latente de ressonância magnética da espinha lombar era sugestivo de uma infiltração tissular dos leptomeninges e das raizes de nervo. A quimioterapia e a irradiação de tecidos involvidos conduziram a uma melhoria neurológica notável e sustentada. ( info)

2/11. Lymphoma solitário do nervo sciatic como uma manifestação inicial do neurolymphomatosis difuso. Relatório do caso e revisão da literatura.

    Os lymphomas periféricos solitários do nervo são manifestações preliminares excessivamente raras do lymphomatosis do sistema nervoso periférico difuso ou do sistema nervoso central (CNS). Um homem dos anos de idade 52 apresentou com fraqueza progressiva no gastrocnemius e na função de músculo tibial anterior, que foi associada com a irradiacão da dor no pé direito. Os estudos da imagem latente de ressonância magnética revelaram um tumor fusiform solitário, estendendo do nervo sciatic, a nível de pouco trocânter maior do fémur, no nervo tibial do posterior abaixo da fossa popliteal. A examinação bruta intraoperativa encontrou que o tumor expandiu difusamente o nervo, mas não o estendeu ou em músculo ou nos tendões circunvizinhos. O diagnóstico histológico final era um lymphoma extranodal solitário (lymphoma de primeira qualidade da B-pilha de Burkittlike). A plataforma Postoperative não revelou a evidência da participação lymphomatous de outros órgãos, mas o chemo- e os radiotherapies adicionais foram administrados. Quatro meses após a biópsia cirúrgica, o paciente apresentou com uma paralisia direita do nervo facial. Os resultados da examinação citológica do líquido cerebrospinal eram positivos para a presença de linfócitos atípicos, que era consistente com o neurolymphomatosis aparentemente progressivo; entretanto, os resultados de estudos radiológicos eram negativos para a progressão sistemática. O paciente submeteu-se à quimioterapia intratecal seguida pela quimioterapia myelosuppressive sistemática com o salvamento da medula, mas morreu-se da falha respiratória ao ainda receber o tratamento. A examinação pós-morte revelou o lymphomatosis extensivo nos nervos periféricos e nas raizes de nervo espinal sem evidência do nervo craniano, do CNS, ou da outra participação do sistema do órgão. As características biológicas agressivas destes tumores, de sua gerência, e da literatura pertinente são revistas. ( info)

3/11. Estudos biológicos clinicopatológicos e moleculars em um paciente com neurolymphomatosis.

    Nós descrevemos um paciente com uma desordem clínica que se assemelhe à neuropatia vasculitic em que os nervos periféricos eram sucessivamente afetados sobre diversos meses, mas sem participação sistemática. Uma biópsia inicial do músculo perto dos nervos involvidos mostrou sinais da inflamação não específica em torno das fibras do músculo e de nervo. O tratamento Immunosuppressive conduziu a uma redução dramática na dor, mas os relapses da doença ocorreram eventualmente, e o paciente morreu 22 meses após o início dos primeiros sintomas. Patològica, um non-Hodgkin' maligno; o lymphoma da B-pilha de s, restringido ao sistema nervoso periférico intra e extradural, foi encontrado. A demonstração pela mancha do sul do rearranjo de gene da corrente pesada da imunoglobulina confirmou a natureza monoclonal das pilhas lymphomatous. Os testes in situ da hibridação para Epstein-Barr e os subtypes do vírus de herpes eram negativos. Nossos traços do caso i) como o diagnóstico difícil pode ser apesar das investigações extensivas, ii) a utilidade do tratamento immunosuppressive na fase inicial da doença, iii) a importância da análise immunostaining e de genoma para distinguir entre tipos diferentes de neurolymphomatosis humano, e iv) o fato de que o processo inflamatório inicial na biópsia do músculo pode ser interpretado como um efeito paraneoplastic do lymphoma ou como um neuromyopathy inflamatório viral que provoque o desenvolvimento do lymphoma maligno. ( info)

4/11. Neurolymphomatosis associou com o músculo e a participação cerebral causados pelo lymphoma da pilha de assassino natural: um relatório do caso e uma revisão da literatura.

    Nós relatamos um exemplo biópsia-provado do neurolymphomatosis (NL) que apresenta com polineuropatia axonal do motor sensorial, polymyositis, e participação cerebral. Nossos são os segundos relataram o exemplo dos NL causado pelo lymphoma natural da assassino-pilha definido a morfologia e immunophenotyping. Para 3 meses, a distribuição desenvolvida paciente da meia-luva do hypesthesia, a fraqueza progressiva subacute e a deterioração mental. Polyradiculoneuropathy axonal-demyelinating misturado sensorimotor severo mostrado EMG. A punctura lombar revelou suavemente altamente - o nível da proteína com contagem normal da glicose e de pilha. A biópsia Sural do nervo demonstrou a neuropatia axonal lymphomatous e a biópsia do músculo era indicativa do polymyositis lymphomatous. O cérebro MRI revelou as lesões múltiplas da matéria branca, consistentes com o lymphoma leukoencephalopathy ou cerebral multifocal progressivo. A biópsia da medula mostrou que neoplástico infiltra. O paciente morreu da falha múltipla do órgão antes da iniciação da quimioterapia. ( info)

5/11. Imagem latente da fusão PET-CT do neurolymphomatosis.

    Em um paciente que sofre da neuropatia periférica devido ao neurolymphomatosis, a imagem latente fundida de PET-CT, executada em um sistema in-line novo de PET-CT, mostrou as lesões nodular pequenas múltiplas que estendem ao longo dos nervos periféricos que correspondem a um relapse adiantado de uma B-pilha transformada non-Hodgkin' lymphoma de s. ( info)

6/11. Neurolymphomatosis: uma síndrome clinicopathologic reemirje.

    Nós descrevemos um paciente com neuropatia periférica sensorimotor e a neuropatia craniana devido ao neurolymphomatosis autópsia-provado definido pela infiltração dos nervos periféricos por pilhas do tumor e revemos os resultados em 39 pacientes previamente relatados. A causa da neuropatia não é sabida. A associação com estados imune-deficientes sugere a patogénese virally negociada, possivelmente um retrovirus. ( info)

7/11. o methotrexate intravenoso da Elevado-dose seguiu pela transplantação autóloga da pilha de haste como uma terapia potencial eficaz para o neurolymphomatosis.

    FUNDO: Neurolymphomatosis (NL) é uma manifestação neurológica rara do lymphoma sistemático caracterizada pela infiltração lymphomatous do sistema nervoso periférico. O diagnóstico dos NL é difícil e exige uma aproximação multidisciplinar obtendo um espécime adequado da biópsia do nervo suspeitado. O prognóstico dos pacientes com NL foi pobre porque a penetração adequada da quimioterapia no sistema nervoso é difícil. MÉTODOS: Os autores apresentaram o exemplo de um homem dos anos de idade 37 que fosse tratado para lymphoma difuso da B-pilha do estágio IVB de Ann Arbor o grande. O retorno desenvolvido paciente da doença no nervo sciatic sem participação sistemática. RESULTADOS: O paciente conseguiu uma resposta clínica depois que o recibo do methotrexate intravenoso da elevado-dose seguiu pela quimioterapia da elevado-dose e pela transplantação autóloga da pilha de haste. CONCLUSÕES: Os autores relataram este caso para destacar a eficácia deste regime em uma desordem rara e fatal. No estudo atual igualmente reviram a literatura a respeito do diagnóstico, do prognóstico, e do tratamento dos NL. ( info)

8/11. Avaliação do neurolymphomatosis pela biópsia do plexo braquial e pelo PET/CT. Relatório de um caso.

    OBJETIVO: Para relatar um neurolymphomatosis biópsia-provado em uma mulher nova com non-Hodgkin' precedente; lymphoma de s (NHL) da cerviz uterine. PACIENTE: O paciente apresentou com umas paralisia múltiplas plexopathy e desenvolvidas braquiais dolorosas do nervo craniano e espinal. MÉTODOS E RESULTADOS: O diagnóstico foi conseguido por uma biópsia aberta do plexo braquial. Um estudo de PET/CT foi usado para avaliar a extensão cheia da doença e mostrou a participação dos nervos cranianos adicionais e das raizes de nervo espinal. Um completo embora curto durar a resposta clínica e radiológica fosse conseguida por meio do tratamento sistemático do methotrexate da dose elevada combinado com o rituximab e as injeções intra-CSF do cytarabine. ( info)

9/11. Neurolymphomatosis humano pela leucemia de célula T adulta.

    Nós relatamos um exemplo da leucemia de célula T adulta que apresenta com polineuropatia sensorimotor com dor severa persistente. O paciente morreu sem tratamento após 4 meses. A autópsia mostrou a infiltração dos nervos periféricos pela leucemia sem a participação do CNS. Este caso assemelha-se pròxima a Marek' a doença de s das galinha, um lymphoma de célula T virus-induced associou com o neurolymphomatosis. ( info)

10/11. Neurolymphomatosis humano.

    Um paciente com uma neuropatia sensorimotor fatal crônica progressiva mostrou, na infiltração lymphocytic da autópsia, a extensiva e a seletiva dos nervos periféricos e cranianos e de um processo demyelinative segmental. Um lymphoma retroperitoneal clìnica occult sem propagação a outros órgãos sistemáticos estava igualmente atual. A possibilidade de uma infiltração seletiva do sistema nervoso periférico pela malignidade retroperitoneal é rejeitada como improvável. Nosso caso carrega uma similaridade forte outros a 3 casos relatados previamente qual pode ser agrupado junto sob o " do título; neurolymphomatosis" humano;. As características clínicas e patológicas desta entidade rara são discutidas. Carrega uma semelhança a Marek' a doença de s das galinhas e parece representar uma neuropatia inflamatório incomun ou dá-la forma da malignidade. ( info)
(Traduzidos do inglês com Altavista Babel Fish)| Próximo ->


Deixa uma mensagem sobre 'Doença De Marek'



Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.

Última atualização: Setembro 2014